Resenhas

segunda-feira, 9 de abril de 2018

:: Resenha 399 :: "Uma Proposta e Nada Mais", Mary Balogh




Sinopse: Após ter tido sua cota de sofrimentos na vida, a jovem viúva Gwendoline, lady Muir, estava mais que satisfeita com sua rotina tranquila, e sempre resistiu a se casar novamente. Agora, porém, passou a se sentir solitária e inquieta, e considera a ideia de arranjar um marido calmo, refinado e que não espere muito dela.
Ao conhecer Hugo Emes, o lorde Trentham, logo vê que ele não é nada disso. Grosseirão e carrancudo, Hugo é um cavalheiro apenas no nome: ganhou seu título em reconhecimento a feitos na guerra. Após a morte do pai, um rico negociante, ele se vê responsável pelo bem-estar da madrasta e da meia-irmã, e decide arranjar uma esposa para tornar essa nova fase menos penosa.
Hugo a princípio não quer cortejar Gwen, pois a julga uma típica aristocrata mimada. Mas logo se torna incapaz de resistir a seu jeito inocente e sincero, sua risada contagiante, seu rosto adorável. Ela, por sua vez, começa a experimentar com ele sensações que jamais imaginava sentir novamente. E a cada beijo e cada carícia, Hugo a conquista mais – com seu desejo, seu amor e a promessa de fazê-la feliz para sempre.




Olá, pessoal!
Sabe quando você não espera nada de uma história e você super se surpreende? E positivamente, deixo claro, rs. Uma Proposta e Nada Mais, é esse tipo de história. Esse livro  irá nos contar sobre um clube, chamado "clube dos sobreviventes", nele participam 7 membros, sendo todos eles vítimas de guerras e que possuem sequelas irreparáveis, tanto física quanto mentais. Eles se juntam uma vez por ano, na residência do Duque Stanbrook para poderem se lembrar do porque estão ali. Todos os membros fazem parte da aristocracia Londrina, e conheceremos mais sobre um dos integrantes.



Lorde Trentham, ou mais conhecido por Hugo Emes, é um homem fechado e extremamente arrogante, e ele resolve se casar após 1 ano da morte do seu pai, já que sua irmã Constance já está em idade de casar, e ele precisa se tornar um homem de respeito. Hugo vem de uma família rica de comerciantes, e seu pai ao morrer deixou seus negócios e uma pequena fortuna pra ele, mas o que ele ama mesmo é a tranquilidade da vida no campo, cuidar dos animais, ordenhar vacas e salvar cachorros. E ele odeia tudo o que pertence a aristocracia, tirando seus 6 amigos do clube dos sobreviventes. Hugo é um militar, que após aceitar uma missão suicida, e vencê-la, recebeu do rei o Título de Lorde, o qual ele carrega como um grande fardo em suas costas.

" - Então não está à procura de romance nem de amor, Hugo? - perguntou Flavian. - É muito sábio de sua parte. O amor é o d-diabo encarnado e deve ser evitado como a peste."

Em meio a uma das reuniões anuais do clube dos sobreviventes, Hugo comenta com os amigos, que precisa se casar com uma boa mulher, e os amigos de zoação com ele, o mandam ele encontrar na praia sua futura esposa, e ele para acabar com as brincadeiras dos amigos decide descer até a praia e espairecer a mente um pouco, é nessa que ele avista de longe, uma mulher com uma capa vermelha, em meio as rochas da encosta, e ela acabou se acidentando e torcendo o pé. E lá foi ele ajudá-la.


Gwendoline ou Lady Muir, como todas garotas de sua época, se casara cedo, se tornou uma viscondessa e tinha uma vida feliz, ou quase feliz, até se tornar viúva aos 25 anos. E mesmo se passando 7 anos, nunca se interessou em casar novamente. Sem filhos, mora com a mãe, na propriedade do irmão, o Conde de Kilbourne. A pesar de ser uma dama, sua vida não foi nada fácil. E para ela aquele dia estava sendo completamente desastroso, tinha ido até aquele local ajudar uma amiga que acabara de ficar viúva, e acabou brigando com ela, e saiu para clarear um pouco a mente. Mas ao tentar subir uma encosta rochosa, ela cai torcendo seu pé que já não é muito bom, mas por sorte foi ajudada por um homem lindo e super musculoso. Ao conhecer Lorde Trentham ela percebe como o homem é insuportável, e ele percebe logo que aquela mulher é uma dama, já que seu perfume é bom e suas roupas são caras.

"Não era inexperiente. Não era uma garota ingênua e inocente. Mas de repente era assim que se sentia, pois não havia nada em suas experiências que a ajudasse a compreender o desejo brutal que ela e Lorde Trentham compartilhavam. Como poderia entender, quando ele não era de forma alguma o tipo de homem por quem esperava se sentir atraída nem para um flerte, muito menos como possível marido? Esse sentimento, imaginou, novo e inesperado, era o que levava as pessoas a terem casos."

Por estar longe de sua família e da casa de sua amiga, o Duque de Stranbook, oferece a Lady Muir, uma hospedagem até que ela se recupere de seu pé torcido, e assim ela se torna um membro temporário do clube dos sobreviventes.

"Minha nossa! A grande piada do dia era que ele ia descer até a praia em busca de uma mulher bem-apessoada com quem pudesse se casar. E lá estava ele, seguindo a deixa, trazendo uma dama nos braços. Uma dama bonita!."


Ao conhecer Gwendoline, Hugo percebe que aquela linda mulher, é tudo o que ele não gosta. Em tudo nela grita riqueza e títulos, mas ele se sente super atraído por ela, e quando percebe que ela também esta atraída por ele, eles tentam algo, mas sempre se afastam, porque Hugo está a procura de uma mulher boa, mas "normal", e não uma dama como Gwen. Eles voltam para o início da temporada em Londres, e ai começa seus problemas, sua irmã sonha em ir um baile da aristocracia, e assim ele se vê pedindo um favor para Gwen, para ajudá-lo, e ela aceita ser madrinha de Constance. Ele que odeia mais que tudo aquela vida, se vê em vários bailes, junto com sua irmã e a mulher da sua vida.

"Mas acho que o mar é vasto demais. Ele me assusta um pouco, embora não saiba explicar a razão. Não é medo de me afogar. Acho que o mar nos lembra do pouco controle que temos sobre a vida, por mais que tentemos planejar e organizar tudo com cuidado. Tudo muda da forma mais inesperada e tudo é assustadoramente imenso. Somos pequenos demais."

Hugo e Gwen, formam um casal bem atípico, ele odeia tudo que pareça aristocrata, e ela ama. Os dois tem suas reservas, ele não gosta de conversar muito, Mas logo de inicio ele já fala o que tem dentro de seu coração, fazendo com que Gwendoline também desabafasse e falasse como que se sentia. A vida de ambos não foi fácil, cada um tem sua sequela, de formas e causas diferentes, mas juntos eles tentam se curar.

Esse é um romance doce, maduro, profundo, com seus altos e baixos, mas que nos mostrará força também. Os personagens sabem o que querem e correm atrás para obter sucesso naquilo. Esse livro não é super empolgante, mas o enredo é envolvente, os personagens são super carismáticos, gostei muito que mostrou essa divisão de classes, que se mostrava no sec. XIX. Essa série conta com 3 livros. Vou aguardar ansiosíssima pelo próximo livro da série Um acordo e nada mais. Ahh e reencontraremos alguns personagens de outros livros da Mary, quem gosta da autora, vai adorar reencontrá-los. Não veremos cenas super calientes, mas que também não fizeram nenhuma falta. Então para todos que gostam de romances um pouco mais sérios, com personagens mais maduros e sem muito mimimi, tenho certeza que irão adorar essa história.
Beijinhos ;*

Nome: Uma Proposta e Nada Mais
Série: Clube dos Sobreviventes # 1
Autora: Mary Balogh
ISBN-13: 9788580418170
ISBN-10: 858041818
Ano: 2018
Páginas: 272
Compre aqui: Amazon | Saraiva
Skoob | Goodreads
Classificação:   


Sobre a autora 

Mary Balogh nasceu e foi criada no País de Gales. Ainda jovem mudou-se para o Canadá, onde planejava passar dois anos trabalhando como professora. Porém ela se apaixonou, casou e criou raízes definitivas do outro lado do Atlântico.
Sempre sonhou ser escritora e tinha certeza de que, no dia em que escrevesse um livro, ele seria ambientado na Inglaterra do Período da Regência. Quando sua filha mais nova tinha 6 anos, Mary finalmente encontrou tempo para se dedicar ao antigo sonho. Depois de três meses, a primeira versão de sua obra de estreia estava pronta.
Publicada em 1985, deu a Mary o prêmio da Romantic Times de autora revelação na categoria Período da Regência. Em 1988, ela passou a se dedicar apenas aos livros.
Hoje é presença constante na lista de mais vendidos do The New York Times e vencedora de diversos prêmios literários. Sua série Os Bedwyns foi publicada no Brasil pela Arqueiro e já vendeu 100 mil exemplares.

Comente com o Facebook:

5 comentários:

  1. Fico feliz que tenha te surpreendido de uma maneira positiva, é muito bom quando isso acontece.
    É interessante esse clube de sobreviventes, acredito que tenha uma certa profundidade nos diálogos por se tratar de pessoas que já sofreram.
    Eu ainda não tenho tanta familiaridade com romances de época, então uma leitura empolgante seria fundamental pra mim.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Olá Mariana!
    Amei sua resenha, venho acompanhando sobre esse livro e cada vez mais apaixonada pela capa e história, o enredo parece mto bom, e eu amo o gênero então já pode imaginar minha ansiedade em ler e conhecer a escrita d autora né? Espero conseguir em breve.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Oi, Mariana.

    Bom, após ter se passado anos após a morte de seu marido, acredito que enfim, a Gwendoline está pronta para viver um novo amor. E o Hugo poderá encontrar nela o que tanto procura, mesmo que de início, ele não tenha percebido isso.

    E aos cuidados do Hugo e durante essa convivência, eles terão a oportunidade de se conhecerem melhor.

    ResponderExcluir
  4. Oi Mari.
    Amo romances de época, e claro que estou babando nesse desde o lançamento... Sabe o que mais me surpreendeu? Como os personagens já são maduros, ja passaram por situações complicadas, normalmente esse gênero de livros sempre trazem casais descobrindo a vida, o amor, e nesse não, por mais que os dois sejam bem opostos e claro que deve ter tido aquelas briguinhas que a gente ama, os dois já passaram por muita coisa e amadureceram!
    Hugo parece apaixonante, imagina esse homem procurando uma esposa? Rsrs! Claro que irei ler..
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Olá Mari!!!
    Adorei a resenha!!!
    Ainda não li nada dessa autora, mas tenho vários na imensa lista kkkkkk
    Amo romance de época e quero muito conhecer e me surpreender, com essa Série!!! Espero q sejam lançados todos logo!!!
    Esse já vai pra imensa lista tb ;-)
    Bjs :-*

    ResponderExcluir