Resenhas

quarta-feira, 30 de maio de 2018

:: Resenha 415 :: "O Destino de Tearling", Erika Johansen





Sinopse: Desde que assumiu o trono de Tearling, Kelsea Glynn passou de princesa inexperiente a rainha destemida. Sua busca por justiça fez com que todo o reino mudasse com ela, mas quando os inimigos que fez ao longo do caminho ameaçam destruir seu povo, ela toma uma decisão inimaginável: se rende à Rainha Vermelha em troca de salvar Tearling. Sem as safiras, sem seus homens de confiança e trancafiada em Mortmesne, Kelsea precisa de novo recorrer ao passado, às experiências de mulheres que viveram antes dela, buscando em suas histórias a saída para uma situação impossível. O jogo está para terminar, e o futuro de Tearling será revelado de uma vez por todas. Com O Destino de Tearling, Erika Johansen traça o clímax inesquecível dessa aventura cheia de magia e emoção.








A Rainha Marcada
A Rainha Verdadeira
A Dama de Espadas
A Menina dos Livros
Quem é Kelsea, afinal?







Fala aê, bando de viciados em leitura ^_^

Comentei em uma das respostas da resenha anterior, mas vou roubar um pedacinho do início dessa resenha para explicar o motivo de estar resenhando menos. Estou escrevendo algumas VÁRIAS coisas rsrsrs. E sendo homem, é complicado fazer mais de uma coisa ao mesmo tempo. Vocês, mulheres, tem processadores octa core e conseguem fazer trocentas mil coisas ao mesmo tempo. Nós, homens, não conseguimos tal proeza. Sendo assim, pra evitar infortúnios em uma atividade ou em outra, procuro separar. Para resenhar legal é preciso que eu mergulhe na história e para escrever também, preciso estar imerso em meu multiverso. Mas prometo não abandonar vocês, só vou aparecer menos.

Mas, vamos ao que interessa...

O inimigo chegou e está literalmente batendo na porta do Tearling. Kelsea colocou a cara lá na frente da cidade e foi falar pessoalmente com a Rainha Vermelha e todo o exército de Mortmesne. Temendo mais pelo seu povo, do que pela cidade em si, Kelsea negocia com sua inimiga, assim como sua mãe havia feito, anos atrás. Mas o acordo é um pouco diferente e a Rainha Marcada se torna uma espécie de "prisioneira de guerra", levada a Mortmesne.

Existe uma MEGA questão política nesta trilogia e precisamos comentá-la.

A TRAVESSIA:
Willian Tear tinha em sua posse uma safira, uma jóia mágica que estava em sua família há centenas de anos ou há milhares de anos, não se sabe ao certo, mas a pedra ia passando de geração em geração e o homem descobriu como utilizar seus poderes de controle do tempo. "A Travessia", então, é uma viagem no tempo. 

BLUE HORIZON:
Um grupo de pessoas escolhidas por ele para participar dessa UTOPIA, de um mundo melhor, que nada mais era do que uma tentativa de implantação de um "Socialismo" num RESTART da Terra.

O TEARLING:
Foi o local onde o pessoal da iniciativa Blue Horizon se estabeleceu. Começou, logo após a viagem no tempo, como um pequeno vilarejo, onde as pessoas viveriam uma vida simples. Cada qual tendo sua função na comunidade e todos cuidariam uns dos outros, vivendo felizes para sempre. Não precisa nem dizer que vai dar M né...

Assim como, em TODOS os lugares que o Socialismo / Comunismo tentou ser instalado, o fracasso do Tearling já estava certo, antes mesmo dele começar. Simplesmente pelo fato de que, o ser humano não está pronto para algo tão grande. A ideia em si é maravilhosa, mas na prática ela é fadada ao fracasso, devido ao orgulho e ao egoísmo das pessoas. Normal. 

Enfim, não estamos aqui para discutir política, mas era necessário pelo menos comentar à respeito, para que as reviravoltas da história fizessem sentido.

De posse dessa safira de Willian Tear, tendo acesso a esse poder de controle do tempo, Kelsea começa a enxergar como o passado influencia no futuro e entende, aos poucos, como as coisas caminharam para aquele caos, no qual o Tearling se encontra.

Às vezes acho que tenho um problema pessoal com terceiros livros de trilogias kkkkkkk.
Talvez seja um problema que os escritores encontram ao "venderem" suas histórias antes de terminá-las. Começa uma correria pra entregar o livro que me faz enxergar o lado técnico da história, algo que não é legal. Quando você está lendo uma história e pensa: 
"Ué, por qual motivo isso está acontecendo tão rápido assim?
Caramba, o autor teve que correr com a história pra entregar."
Já era, essa é uma fronteira da leitura que te arranca da imersão que você estava com a narrativa.
Você começa a pensar no autor como pessoa e não apenas como "O deus criador da trama".

Ainda assim, aconselho MUITO a leitura da trilogia, porque os personagens são maravilhosamente bem construídos, existe um esmero por parte da autora, com cada um deles e eu como escritor fiquei morrendo de vontade de escrever sobre pontas que ela deixa soltas na história. Tipo FANFIC.

Mas, mais uma coisa que me arrancou da imersão no Tearling foi uma cena de sexo explícita narrada no terceiro livro, muito fora do contexto de tudo que vinha sendo narrado, até então. Isso me fez pensar que, "Devemos falar a respeito da classificação etária dos livros", inclusive falei sobre isso com a Bia e ela sugeriu que eu escrevesse sobre isso. Escreverei em breve.

Eu não condeno a autora por ter narrado uma cena de sexo explícito, nem digo que isso seria errado, só não caberia ali naquela hora, não da forma como foi narrada. Me pareceu forçado, como se alguém em certo ponto das negociações literárias, tivesse virado pra ela e dito "coloca uma coisa hot na história, só pra dar um plus". Rolou uma vergonha alheia no momento que eu li a cena, pois eu havia dito a Bia e a Anastácia (nossa parceira do Notas Literárias e 10/10 do casal rsrsrs) que era uma história perfeita pra filha dela ler ... realmente seria, cortando aquela parte ... terminei de ler a cena e fiquei imaginando um adolescente lendo aquela cena e aí que vem o ponto principal, de precisarmos conversar sobre o assunto ... a criança/adolescente, pode achar aquilo legal, por estar vendo numa história que ela estava imersa e pra mim isso não é saudável.

Mas você acha que não poderia ter o sexo entre os personagens?
Não é isso, gostaria que ficasse claro que aquilo fazia sim parte da trama, era algo importante, mas ela poderia ter deixado claro o que havia acontecido sem dar os detalhes explícitos da cena. Isso é uma opinião pessoal minha, principalmente como autor, as histórias que meus personagens vivem e me contam, para que eu possa narrá-las à outras pessoas, são muito maiores do que eu, tendo em vista que, quero que o maior número de pessoas conheçam tais histórias, faço da minha escrita um meio termo entre tudo, algo que seja bom e receptível para o meu público alvo. Sendo assim, se o público alvo da história era adulto, isso deveria ficar claro desde o primeiro livro. Ou vou deixar uma criança/adolescente ler os dois primeiros livros e vetar o terceiro porque tem conteúdo adulto?

Faltou "TATO" ou houve algum tipo de obrigatoriedade, por parte da editora.
Não queria criar nenhum tipo de polêmica ou julgar a autora, mas precisava ser realista.
Não posso dizer pras pessoas que a história é maravilhosa sem avisar que é pra adultos.
Outras pessoas poderiam cometer o mesmo erro que eu, indicando a trilogia antes de terminar de ler o terceiro livro e entender essa situação exposta, sobre a classificação etária.

Reitero que é uma trilogia MARAVILHOSA, mesmo com todos os problemas relatados, fica a seu critério ler e/ou indicar a leitura da trilogia do Tearling. Eu indico MUITO, só não indico para qualquer faixa etária, particularmente indico para adultos.



Título: O Destino de Tearling – Volume 3
Série: A Rainha de Tearling
Autor: Erika Johansen
Editora: Suma de Letras
ISBN-13: 9788556510587
ISBN-10: 8556510582
Ano: 2018
Páginas: 360
Compre aqui: Amazon
Classificação: 



Sobre a autora: 

Erika Johansen cresceu e mora em San Francisco Bay Area. Estudou na Smarthmore College, completou seu mestrado na Iowa Writer's Workshop e mais tarde se tornou advogada, mas nunca parou de escrever. Este é seu romance de estreia, o primeiro livro de uma trilogia.

Comente com o Facebook:

16 comentários:

  1. Oi, Bruno.

    Por ser o último livro da série e por as emoções estarem à flor da pele, ele tende a ser muito denso, com grandes acontecimentos.

    Um detalhe que tenho que ressaltar, é que a Kelsea me passa uma imagem de personagem forte, que não se preocupa somente consigo mesma, e sim, com seu povo. Nisso, ela já tem um ponto positivo comigo.

    E, eu entendo o seu ponto de vista sobre a autora ter inserido uma cena erótica no livro. Isso não condiz com a ideia proposta do livro, né? Entendo perfeitamente.

    Mesmo não sendo fã de livros de fantasia, essa é uma série que eu pretendo ler futuramente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Daiane,

      Não somente "denso", eu achei que em alguns momentos a história acelera muito, dá uns saltos gigantescos, deixando buracos na história.

      A Kelsea me passa essa mesma impressão, inclusive, no evento "Romance Meets Fantasy", eu indiquei a trilogia como exemplo de empoderamento feminino. Muitos pontos positivos, os personagens são um "primor". Uma coisa que é notória, quando a autora descreve Willian Tear, você sente, pelas palavras dela, que ela mesma é fã do personagem que criou. Existe um esmero muito grande com os personagens principais, você se sente muito próximo deles.

      Lamentavelmente, me parece que alguém sugeriu a ela que "enfiasse", literalmente né, uma cena hot no meio da história.

      Eu ainda indico a leitura, o segundo livro é MUITO bom.

      Excluir
  2. Oi Bruno, então eu gostei muito da "fanart" do começo da resenha, bem linda e li a resenha atentamente pra poder entender o máximo ainda não tendo começado essa trilogia, terminei de ler um livro de fantasia para adultos (achei essa questão que você falou importante) e fiquei com vontade de ler mais desse gênero, leio muito pouco e essa trilogia apesar das questões que você citou sobre esse último parece valer a pena e vou considerar lê-la mais a frente.
    Sobre a questão da classificação etária, acho que vale a pena sinalizar, principalmente em fantasias pois é um gênero que atrai muito adolescentes e até pré adolescentes.

    Gostei da resenha, fiquei feliz por você estar se concentrando em sua escrita, te desejo sucesso e a melhor frase da sua resenha foi "E sendo homem, é complicado fazer mais de uma coisa ao mesmo tempo" kkkkk (eu ri) :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lili,

      Muito bacana a "fanart", né. Assim que vi eu a quis na resenha.
      Qual foi este livro de fantasia para adultos, que vc terminou de ler?
      Eu mesmo, apesar das questões citadas, ainda indico a trilogia, é MUITO boa.
      Vou escrever um artigo sobre a classificação etária, mas estou enrolado rsrsrs.
      É complicado mesmo kkkkkk fazendo duas coisas ao mesmo tempo eu não faço bem.

      Excluir
    2. Tali tá resenhando a trilogia, isso não é o foco mas tem algumas cenas que acho que são para adultos :D :D
      É Corte de Espinhos e Rosas da Sarah J Maas, excelente diga-se de passagem.

      Excluir
    3. Entendi. Essa trilogia eu ainda não peguei pra ler.
      Eu acho MUITO INTERESSANTE abordar temas adultos.
      Eu não tenho feito porque ainda não conheço meu público.
      Acho que muitos adolescentes podem se identificar com minha escrita e com meus personagens e tenho um receio muito grande de privá-los da leitura por "apimentar" as cenas.

      Excluir
  3. Oi Bruno!!!
    Acabei de finalizar a trilogia, e amei sua resenha. Sincera e concisa e confesso que tive o mesmo problema com a cena sexual, até então estava acreditando ser um infanto! É assim como você acho sim o livro maravilhoso, mas também acredito que perdeu o rumo no caminho e que a descrição da cena foi realmente desnecessária!
    Amei a resenha, vou usar de inspiração para escrever a minha!

    Beijokas

    www.paraisodasideias.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Kelly!!!
      Foi, de muitas maneiras possíveis, desnecessária a cena rsrsrs.
      Muito obrigado. Pode usar como inspiração, a vontade.

      Beijos

      Excluir
  4. Olha eu aquiiiii, 10/10 dessaslindezas rsrsrs... cara estou só enrolando com essa série, mas pretendo resolver isso em breve.
    Realmente sexo é algo muito saudável e não cejo sentido em restringir na literatura, agora se a cena é explícita, se tem detalhes, tem que estar descrito em algum lugar com certeza.
    Amei a resenha e com certeza ja está subindo degraus nas prioridades de leitura.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tati,
      Você por aqui? rsrsrs 10/10 é quase @
      Pois é, tô só esperando tu ler, assim como, "A Garota Corvo".
      Tem que indicar, de alguma forma, pra não haver esse tipo de surpresa.
      Obrigado.
      Bjs

      Excluir
  5. Olá Bruno!!!
    Adorei a resenha!!! Mas curti principalmente, seu cuidado em explicar sobre a classificação!!! Parabéns!!! Ajuda muito, quando vamos indicar livros a crianças/adolescente e tem esse tipo de dica...
    Concordo com vc, se a história não "se encaixa" em uma a cena hot explícita, pra q ter esse "detalhe" no último livro? O lance é falar q a Trilogia, tem conteúdo adulto!!!
    Bom...vou acrescentar esse último da Trilogia, na "IL" com os outros ;-)
    Agora, sobre seu comentário inicial, não se preocupa em ser "multitarefa" kkkkk, faz por partes, q vai dar tudo certo!!! Foco/Força/Fé!!!
    Sucesso na sua escrita!!! Já tenho um :D e está na fila de leitura ;-)
    Bjs :-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Van!!!
      Obrigado, querida.
      Acho que por ter uma filha, acabo ficando mais atento a essas coisas.
      Não quero para outras crianças e adolescentes o que não quero para ela.
      Fico feliz que você seja minha leitora, espero que goste.
      Bjs :-*

      Excluir
  6. Preciso dizer que não consigo fazer 2 coisas ao mesmo tempo; se eu tiver que fazer mais de uma coisa na cozinha fico perdida. É desespero!!
    Mas concordo com você, é bom estar 100% presente no que está fazendo.
    Gostei da resenha, acho que esse livro deixa um pouco a desejar.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muita hora nessa calma, né rsrsrsrsrs
      Se for pra deixar um macarrão ou um arroz cozinhando, enquanto a gente faz um molho ou prepara uma carne, até vai ... mas se forçar muito a barra, sai queimando tudo kkkkkkk
      Deixa sim, por isso não pude dar a nota máxima, mesmo adorando a trilogia, como um todo, não seria honesto dar a nota máxima ao terceiro livro.

      Beijos

      Excluir
  7. Ainda estou lendo o primeiro livro, mas estou gostando bastante.
    Fiquei surpresa com a cena de sexo explícito já que era uma trama que também não esperava por isso, e nem houve nenhum aviso ou classificação do livro.
    beijinhos
    She is a Bookaholic

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que está gostando do primeiro livro, provavelmente vai adorar o segundo. Pois, explica muita coisa que a gente fica se perguntando no primeiro.
      Fiquei mais que surpreso, fiquei até um tanto chocado rsrsrs.
      beijinhos

      Excluir