Resenhas

sexta-feira, 24 de agosto de 2018

:: Resenha 439 :: "Uma Noiva Para Winterborne", Lisa Kleypas



Sinopse: 
  Rhys Winterborne conquistou uma fortuna incalculável graças a sua ambição ferrenha. Filho de comerciante, ele se acostumou a conseguir exatamente o que quer - nos negócios e em tudo o mais.

  No momento em que conhece a tímida aristocrata lady Helen Ravenel, decide que ela será sua. Se for preciso macular a honra dela para garantir que se case com ele, melhor ainda.

  Apesar da inocência de Helen, a sedução perseverante de Rhys desperta nela uma intensa e recíproca paixão.

  Só que Rhys tem muitos inimigos que conspiram contra os dois. Além disso, Helen guarda um segredo sombrio que poderá separá-los para sempre. Os riscos ao amor deles são inimagináveis, mas a recompensa é uma vida inteira de felicidade.





Quando penso que já li de tudo em romances de época, sempre aparece outro livro para me surpreender e ver que não sei de nada, rsrsrs. E foi esse meu sentimento ao iniciar essa leitura extremamente viciante e apaixonante, estou até boba de falar dele com vocês.
Em "Uma Noiva Para Winterborne", livro 2 da séria Os Ravenels, vamos conhecer um casal super diferente, fofos, autênticos... ai de mim!

Rhys Winterborne é um galês, e conseguiu sozinho construir um império para si, a maior loja de departamentos do mundo, a Winterborne's. E assim, mesmo sem título algum, se tornou um dos homens mais poderosos da Inglaterra. Quando sofreu um acidente de trem, indo passar o natal com seu amigo Conde Trenear, acabou conhecendo um anjo que cuidou dele e de suas feridas, e desejou essa mulher pra si, lady Helen Ravenel.

"Tudo por causa de uma mulher que ele soubera muito bem que não deveria querer. Lady Helen Ravenel... uma mulher instruída, inocente, tímida, aristocrática. Tudo o que ele não era."

Helen Ravenel, irmã do falecido Conde Trenear, e prima do atual, ficou encantadíssima quando conheceu Rhys, ele era lindo, moreno, forte, intimidador e totalmente autoritário, e se apaixonou logo por ele. E quando ele a pediu em casamento, seu sim foi automático. Rhys ficou todo bobo, por se casar com uma dama, e assim os aristocratas iriam ver que seu poder ia aumentar mais ainda. Mas por infortúnios do destino os dois terminaram o noivado.

"Porém a voz dele falhou quando Helen tirou o véu do rosto e o encarou com a gravidade suave e paciente que o havia devastado desde o princípio. Seus olhos tinham o azul-acinzentado das nuvens ao luar. Os belos cachos dela, do mais pálido tom de louro, estavam presos em um coque elegante, mas uma mecha sedosa havia escapado dos pendedores negros e pendia sobre a orelha esquerda.  Maldita fosse ela, maldita fosse, por ser tão linda."

Porém, Lady Helen se mostrou uma dama muito determinada, e correndo risco de sua reputação ser destruída, foi ao escritório de Rhys, sem acompanhante, pedindo que ele voltasse pra ela. E ele, sem acreditar aceita, porém eles deveriam se casar depressa, e o único jeito seria manchando a honra da jovem, para Trenear autorizar essa união.

"- Não compreendo -  disse ela, embora temesse ter compreendido.
 Winterborne se aproximou dela devagar.
- Trenear não se oporá depois de descobrir que você foi desonrada.
- Eu preferia não ser desonrada.
A cada minuto que passava, ela sentia mais dificuldade para respirar. O espartilho parecia apertá-la como garras.
- Mas que se casar comigo - falou Winterborne, que a alcançou  e pousou uma das mãos na estante, encurralando a jovem. - Não quer?"

E com o sim dessa união garantido, nada mais poderia dar errado não é mesmo?... Só que uma bomba vai cair no colo de Helen, o que pode fazer com que destrua seus planos de casamento com Rhys. E ele sendo quem é, vai descobrir que tem muitos problemas pelo caminho.
Porém não seria um bom romance se não houvesse um drama, e o babado que vamos descobrir, vai ser chocante, rsrs.

O que mais gostei nesse romance além dele ser demais, a Helen se mostrou ser uma pessoa que não imaginávamos. Desde o livro 1 ela sempre foi quieta, na dela, extremamente tímida. Suas melhores amigas eram suas orquídeas. Mas seu relacionamento com Rhys vai fazer florescer uma mulher extremamente determinada, corajosa. E no meio do caminho seus ideais vão mudar por causa de acontecimento e vão torná-la uma nova mulher. É lindo ver essa mudança nela.
E o Rhys, ahhh, ele se mostra um machão desde o início, perfeccionista, controlador... mas quando está junto da Helen se torna um bobão apaixonado.

"Não importava quanto tempo ficasse olhando para Helen, não conseguiria saciar. Cada detalhe dela renovava o prazer que sentia: as linhas suaves do corpo, as belas curvas dos seios. O cabelo louro quase branco se derramava por cima do braço dele, capturando a luz como se fosse liquido. E, acima de tudo, o rosto de Helen, inocente no sono, despido de sua compostura habitual. A delicadeza melancólica da boca atingia em cheio o coração dele. Como era possível estar tão colado ao corpo dela e , ainda assim, querer mais?"

Em suma, já disse e repito, um livro que me surpreendeu da primeira a última página. Em meio a biscoitos de menta e intrigas, temos um romance extremamente doce, inspirador, bem-humorado e super viciante. E no final a Lisa Kleypas nos deixa uma nota, que me fez gostar ainda mais dela. Estou até agora encantada com essa história e tenho certeza que vocês também ficarão. Final com gostinho de quero mais ;)

"- Vou levar algum tempo para me acostumar - disse Severin. - A tantos sorrisos e tanto bom humor.
Você sempre foi o tipo de pessoa que fica com a cabeça cheia o dia inteiro.
- Não estou com a cabeça vazia, estou... com o coração pleno."


Nome: Uma Noiva Para Winterborne
Série: Os Ravenels # 2
Autora: Lisa Kleypas
Editora: Arqueiro
ISBN-13: 9788580418576
ISBN-10: 8580418577
Ano: 2018
Páginas: 336
Compre aqui: Amazon
Skoob | Goodreads
Classificação:   




Sobre a autora:

Formada em ciências sociais pela tradicional universidade de Wellesley, Lisa Kleypas foi Miss Massachussetts antes de deslanchar como escritora de romances históricos. Publicada pela primeira vez aos 21 anos, já escreveu mais de 40 romances, que são best-sellers no mundo todo e foram traduzidos para 28 idiomas. Lisa ganhou prêmios RITA e muitas menções honrosas em publicações especializadas. Mora em Washington com o marido e dois filhos. Dela a Editora Arqueiro publicou as séries Os Hathaways e As Quatro Estações do Amor.

Comente com o Facebook:

2 comentários:

  1. Então Mariana, tb curti demais essa leitura e nem esperava gostar tanto já os protagonistas dessa história não chegaram a me encantar no primeiro livro, mas nessa história eles conseguiram me alcançar e amei a evolução de ambos. Ótima resenha ;)

    ResponderExcluir
  2. Aaah, é muita série de romance de época para acompanhar, e como não sou adepta do gênero fico perdida.
    Legal saber que é surpreendente, porque me parecem sempre a mesma coisa.

    Beijos

    ResponderExcluir