Resenhas

segunda-feira, 15 de outubro de 2018

:: Resenha 450 :: “Cilada”, Harlan Coben


Sinopse: Haley McWaid tem 17 anos. É aluna exemplar, disciplinada, ama esportes e sonha entrar para uma boa faculdade. Por isso, quando certa noite ela não volta para casa e três meses transcorrem sem que se tenha nenhuma notícia dela, todos na cidade começam a imaginar o pior.
O assistente social Dan Mercer recebe um estranho telefonema de uma adolescente e vai a seu encontro. Ao chegar ao local, ele é surpreendido pela equipe de um programa de televisão, que o exibe em rede nacional como pedófilo. Inocentado por falta de provas, Dan é morto logo em seguida.
Na junção dessas duas histórias está Wendy Tynes, a repórter que armou a cilada para Dan e que se torna a única testemunha de seu assassinato. Wendy sempre confiou apenas nos fatos, mas seu instinto lhe diz que Mercer talvez não fosse culpado. Agora ela precisa descobrir se desmascarou um criminoso ou causou a morte de um inocente.
Nas investigações da morte de Dan e do desaparecimento de Haley, verdades inimagináveis são reveladas e a fragilidade de vidas aparentemente normais é posta à prova. Todos têm algo a esconder e os segredos se interligam e se completam em um elaborado mosaico de mistérios.
Harlan Coben mais uma vez deixa o leitor sem ar. Cilada fala de culpa, luto e perdão em uma trama repleta de reviravoltas surpreendentes. Nada é o que parece e tudo pode ser desfeito até a última página.


Por conta da segunda edição do nosso evento, Romance meets Fantasy - edição Halloween, que aconteceu no último dia 13 e logo trarei a cobertura para vocês aqui no blog, onde falamos sobre livros policiais, thrillers e terror, eu quis ler mais um livro do careca que tira o nosso sono, estou falando de Harlan - Maravilhoso - Coben. Em Cilada, nós vamos acompanhar dois intrigantes casos, o da jovem Haley que está desaparecida, e o de Dan, que está sendo acusado de pedofilia.

Dan Marcer é assistente social, sempre trabalhou ajudando crianças e adolescentes. Divorciado, Dan mantinha um ótimo relacionamento com a ex mulher e a nova família que ela construiu. Certo dia, ele recebe uma estranha ligação, onde uma adolescente assustada pede ajuda e pede para que ele a encontre num determinado endereço. Quando Dan entra no tal lugar, ele chama pela menina, ela responde, mas em nenhum momento aparece, até que Dan é surpreendido por luzes e câmeras.

Wendy Tynes é repórter em um programa sensacionalista e ela é conhecida por atrair pedófilos em armadilhas para flagrá-los, e dessa vez é Dan quem ela pega, tendo provas e a certeza de que ele é um verdadeiro pedófilo.

Haley McWaid é uma jovem de 17 anos, filha perfeita, exemplo de irmã e aluna exemplar que sonhava em entrar para a faculdade. Antes de desaparecer, se encontrava triste por não conseguir entrar na faculdade que tanto queria e há três meses seus pais não fazem ideia do que pode ter acontecido com ela.

Há três meses também, Dan foi pego na armadilha de Wendy e agora ele está sendo julgado por pedofilia, porém, mesmo com as provas que ela diz ter, Dan acaba absolvido e Wendy perde o emprego. Mesmo sendo absolvido, a vida de Dan vira um inferno e ele resolve viver de hotel em hotel. Quando Dan é dado como morto, a polícia acaba encontrando o celular de Haley no quarto do último hotel que Dan ficou.

Intrigada com tudo isso, Wendy resolve investigar tudo por conta própria e é aí que ela começa a conhecer pessoas do passado de Dan que a fazem ficar em dúvida. Será que Dan era mesmo um pedófilo?

Fico por aqui, porque é muito complicado fazer resenha desse tipo de leitura, porque qualquer coisinha pode ser um baita spoiler.

Teorias surgirão e a cada nova descoberta de Wendy, uma nova reviravolta teremos. Com suas tramas investigativas pra lá de intrigantes, Harlan Coben, quando te fisga e te prende, faz você devorar o livro. Super recomendo!

Título: Cilada
Autor: Harlan Coben
ISBN-13: 9788599296936
ISBN-10: 8599296930
Ano: 2010
Páginas: 272
Editora: Arqueiro
Compre aqui: Amazon
Skoob
Classificação:

Sobre o autor:

Harlan Coben foi o primeiro autor a vencer os três prêmios mais prestigiados da literatura policial nos EUA, o Edgar Award, o Shamus Award e o Anthony Award, encontrando-se actualmente traduzido em cerca de 37 línguas e contando com mais de 20 milhões de exemplares vendidos. A crítica, desde o New York Times, ao Wall Street Journal ou ao Le Monde, tem-lhe dispensado as mais elogiosas referências.

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário