Resenhas

terça-feira, 18 de dezembro de 2018

:: Resenha 457 :: "Um Acordo Pecaminoso" Lisa Kleypas




Sinopse: Lady Pandora Ravenel é muito diferente das debutantes de sua idade. Enquanto a maioria delas não perde uma festa da temporada londrina e sonha encontrar um marido, Pandora prefere ficar em casa idealizando jogos de tabuleiro e planejando se tornar uma mulher independente.
 Mas certa noite, num baile deslumbrante, ela é flagrada numa situação muito comprometedora com um malicioso e lindo estranho. 
Gabriel, o lorde St. Vincent, passou anos conseguindo evitar o casamento, até ser conquistado por uma garota rebelde que não quer nada com ele. Só que ele acha Pandora irresistível e fará o que for preciso para possuí-la.
 Para alcançar seus objetivos, os dois fazem um acordo curioso, e entram em uma batalha de vontades divertida e sensual, como só Lisa Kleypas é capaz de criar.






Olá pessoal!! Tudo bem com vocês?
"Um Acordo Pecaminoso", sem dúvidas é o meu favorito dessa série. E sem dúvidas um dos meus favoritos da Lisa. Ela conseguiu criar uma obra que foge do comum, super divertida, encantadora e surpreendente, fugindo daquele clichê que já estamos acostumados nesse tipo de leitura.

"Lady Pandora Ravenel estava entediada.
Profundamente entediada.
Entediada até de estar entediada.
E a temporada social de Londres mal havia começado. Ela ainda teria que suportar quatro meses de bailes, soirées, concertos e jantares até que o Parlamento encerrasse os trabalhos e as famílias da nobreza pudessem retornar a suas propriedades no campo. Haveria pelo menos sessenta jantares, cinquenta bailes e só Deus sabia quantas soirées.
Jamais sobreviveria."

   Em uma época em que o sonho de toda debutante é se casar com o melhor partido de Londres, ir a muitos bailes, receber muitas visitas e valsar muito, Lady Pandora é totalmente avessa a isso. Enquanto todas as garotas ficam desesperadas em se casar, ela tem alergia a palavra 'matrimônio' e corre dele como o diabo foge da cruz. Ela é a gêmea atrapalhada do clã Ravenel, e  vimos nos livros anteriores que ela não tem controle, é impulsiva, coloca sua gêmea Cassandra em enrascadas, é excessivamente inteligente e determinada, e seu sonho é ser uma mulher independente, fazer seus jogos de tabuleiro prosperar e não ter que depender de homem algum, já que se casando ela se anularia para poder se tornar 'um só' com um marido.
"Desesperada e frustrada, Pandora tentou pensar na pior palavra que conhecia- Bosta.No instante seguinte, gelou ao ouvir um homem pigarrear.Seria um criado? Um jardineiro? Por favor, querido Deus, por favor, que não seja um dos convidados."


  Então, em sua estréia na temporada Londrina, aos 21 anos,  Pandora se esconde pelos cantos, e vive sentada para não chamar atenção, já que também não tem coordenação alguma para valsar. Então para fugir de encrencas, já que esse é seu nome do meio, ela vive escondida nos bailes. 
Até que uma amiga pede a ela uma ajuda para encontrar um brinco que seu marido a deu, e que ela perdeu em um caramanchão fora da casa que está acontecendo um baile. E Pandora se vê sem saída a não ser aceitar. Então mesmo com medo do escuro e sem coordenação alguma, ela vai ao resgate do brinco perdido. O qual foi encontrado atrás de um banco, e ao tentar pegá-lo ela ficou presa, em uma posição não muito respeitável para uma dama.
E nisso Gabriel, Lorde St. Vincent que estava passeando na redondeza, ouviu alguns impropérios vindo do lugar e quando viu que saiam da boca de uma dama que estava presa resolveu ajudá-la. O que ele não sabia era que esse gesto mudaria para sempre suas vidas, já que um Lorde que não gosta muito de Gabriel viu o ato, e no mesmo instante achou que ele estava desrespeitando a moça e assim o obrigou a se casar. 
'' - O quê? Não. Não, eu não me casaria com o Senhor de forma alguma.
-Não tem nada a ver com o senhor, é só que não pretendo me casar.
-Acredito que suas objeções serão apaziguadas quando souber que o homem parado a sua frente é Gabriel, lorde St. Vicent... herdeiro de um ducado.
Pandora balançou a cabeça.
- Eu preferiria ser uma criada a ser esposa de um nobre."
  Pandora ao ouvir o absurdo pediu por todos os deuses que deixassem ela ir, que não queria se casar, o que não adiantou muito, já que Gabriel, mesmo sendo um grande libertino, tinha um nome a zelar, e então estava decidido a falar com Devon e pedir a mão de Pandora em casamento.
  Ela fala que não deseja se casar, que gostaria de se tornar uma mulher independente, que se casando ela não poderia gerenciar seu negócio de tabuleiro, mas mesmo assim ela não pode negar a atração que sente por ele. E Gabriel fica chocado com aquela garota descoordenada, que está negando se casar com ele, totalmente em desacordo com a sociedade, já que seria o sonho de todas as mulheres de Londres conseguir fisgá-lo, então ele fica encantado por aquela  linda mulher excêntrica com uma língua atrevida e que se recusa em ser sua.
" Gabriel nunca esperara ter um casamento como o dos pais - poucas pessoas na terra tinham-, mas gostaria, no mínimo, de se casar com uma mulher respeitável e capaz, que tomasse conta da casa com eficiência e criasse filhos bem-comportados.  Em vez disso, ao que parecia, estava prestes a se casar com um espírito da floresta. Com uma mente original.  Gabriel não conseguia nem começar a imaginar as consequências desse casamento para as propriedades da família, para os arrendatários e criados. Isso sem falar dos futuros filhos. Deus, Pandora não teria a menor ideia de como criá-los."
Pandora tenta, mas acaba não conseguindo resistir a Gabriel e ele promete a ela, que se ela aceitar se casar com ele, ela poderá continuar sendo a mulher que é: independente e desobediente. E assim o acordo entre eles está firmado.

Sinceramente, não consigo descrever o quanto amei este livro.  Primeiro, vocês não imaginam minha felicidade quando iniciei a leitura e  vi que o Gabriel é filho de um casal querido de outro livro da Lisa "Pecados no inverno", da série As Quatro Estações do Amor, que é o Lorde Vincent agora Duque e a Evie. Gabriel é tudo que imaginei do filho deles, doce, bem família, decente, super lindo e de uma destreza suprema. 
E Pandora é uma mulher especial. Ela é totalmente estabanada, para uma Lady, não tem classe nenhuma, e acha super chato e entediante o que as mulheres de sua classe fazem, quanto mais aventura e adrenalina para ela, é melhor. Ela sonha com a independência da mulher, e não se preocupa em como gerir uma casa, e sim quer saber como gerir um negócio, e se casando, ela não poderia fazer nada disso, já que nessa época  a população era extremamente machista, e o que ela quisesse fazer teria que ter o aval de seu marido, para tudo. e em sua empresa de jogos de tabuleiro deseja apenas trabalhar com mulheres. E sonha com um mundo onde a mulher seja respeitada por ser ela mesma, e não por um marido com um alto título nas costas. Porém, por trás dessa fortaleza veremos também um lado frágil dela, que mostra como o passado afetou tanto em sua personalidade e comportamento.
" Lentamente Pandora se deu conta de que eles não estavam mais de pé. Gabriel estava sentado no chão com as costas apoiadas no monte coberto por grama e - que Deus a ajudasse - ela estava no colo dele. Pandora olhou ao redor perplexa. Como aquilo acontecera?
- Não - repetiu ela, ainda estupefata e perturbada , - mas acabei de lembrar que você disse que eu beijo como uma pirata.
Gabriel pareceu confuso por um momento.
- Ah, aquilo. Foi um elogio.
Pandora o encarou com severidade.
- Só seria um elogio se eu tivesse barba e perna de pau."
  Iremos reencontrar a família Ravenel, e o mais legal de tudo, é que apesar de Pandora ser do jeito que é, sua família a defende de todas as formas, mesmo ela podendo deixar o nome de sua família arruinada, não querendo se casar.
  Sem falar que esse é um livro extremamente divertido. Pandora e Gabriel formaram um casal lindo, engraçado, e surpreendente. Ele sabendo como é Pandora, deixará ela fazer o que quiser, porém contratando um guarda-costas para ela, que fará toda diferença na história. E Pandora se mostrará uma esposa amorosa, desajeitada e um pouco obediente, rsrs. Um amor de arrebatar com nosso coração. Certeza absoluta que você vai rir do início ao fim com esse casal. E provavelmente  terá um misto de sentimentos durante a leitura: o de alegria por saber o que vai acontecer e tristeza quando a leitura estiver próxima do fim. 


Um excelente livro para fechar o ano. Agora aguardar o livro final com a Cassandra, a gêmea boa e comportada, rsrs.




Nome: Um Acordo Pecaminoso
Série: Os Ravenels # 3
Autora: Lisa Kleypas
Editora: Arqueiro

ISBN-13: 9788580419023
ISBN-10: 8580419026
Ano: 2018
Páginas: 304
Compre aqui: Amazon
Skoob | Goodreads
Classificação:   





Sobre a autora:

Formada em ciências sociais pela tradicional universidade de Wellesley, Lisa Kleypas foi Miss Massachussetts antes de deslanchar como escritora de romances históricos. Publicada pela primeira vez aos 21 anos, já escreveu mais de 40 romances, que são best-sellers no mundo todo e foram traduzidos para 28 idiomas. Lisa ganhou prêmios RITA e muitas menções honrosas em publicações especializadas. Mora em Washington com o marido e dois filhos. Dela a Editora Arqueiro publicou as séries Os Hathaways e As Quatro Estações do Amor.

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário