segunda-feira, 21 de janeiro de 2019

:: Resenha 463 :: "Palácio de Mentiras", Erin Watt


Antes de começar essa resenha, precisamos conversar algumas coisas importantes que vão acontecer nesse post. De forma geral, eu não me importo com spoiler, e muitas vezes procuro por eles, mas eu sei que a grande maioria das pessoas não gosta e por elas eu nunca solto nenhuma informação desse tipo em resenhas minhas. Porém, quando comecei a organizar a resenha de Palácio de Mentiras, quebrei a cabeça tentando descobrir como fazer a resenha do último livro dessa trilogia sem soltar spoiler, pois quando li a sinopse do livro, vi que lá tem um grande e importante spoiler, de tal forma que, pela primeira vez em mais de 400 resenhas, estou colocando a sinopse no final do texto.

Não sou muito de ler sinopses quando já tenho interesse em ler o livro, geralmente eu faço a leitura dela quando quero descobrir mais sobre o livro, o que não era o caso aqui. Então, eu li o livro e não parei para ver o detalhe até agora, e foi quando eu vi que a sinopse dá um grande e importante spoiler sobre o final do livro 2, Príncipe Partido. E foi quando percebi que tal fato é impossível de não ser citado, pois boa parte do conflito criado nesse livro passa por esse spoiler, e por isso, vou precisar falar dele durante a resenha. Logo essa resenha vai se destinar a dois grupos de pessoas: aquelas que não se importam com spoiler e aquelas que já leram essa trilogia. Se você não leu, está avisado, terá spoiler na resenha, então leia por sua conta e risco.

Quando terminei o Príncipe, fiquei passada com os acontecimentos finais, mas aí, por pura teimosia e por acreditar que mesmo tendo todos os livros, a expectativa é um tempero a mais na minha experiência de leitura, esperei. Peguei outros livros de outros gêneros até ter coragem de pegar a conclusão dessa série que foi feita para mexer com o emocional do leitor. E caso esteja se perguntando o que acontece, acho que já passou da hora da gente tirar o grande elefante rosa da sala: Como essas duas encapetadas dessas autoras me fazem aquele final? Como elas têm coragem de brincar com os nossos sentimentos fazendo o Steve, o pai da Ella, estar vivo e ao mesmo tempo fazem o Reed ser preso por assassinato?! Elas não têm limite quando o assunto é crueldade!

"— Eu sou uma fugitiva, East.
— Não. Você é uma guerreira."

E isso significa que o terceiro livro, e conclusão do romance do Reed e da Ella, é o mais tenso para o casal. Eles estão finalmente juntos e sólidos como um casal, só que, o que prometia um livro bem em clima de lua de mel, incluindo a tão aguardada primeira vez do casal, fica tudo em segundo plano porque alguém morreu (e esse segredo eu vou guardar, mas quem leu o segundo sabe quem é) e o Reed está sendo acusado de ser o assassino e para piorar, entra em cena o pai não tão morto da Ella, que apesar de ser padrinho de todos os meninos Royals e melhor amigo do Calhun está decido a manter Reed e Ella tão separados quanto humanamente possível.

"Todas as garotas da Astor Park morreriam para ter aquelas curvas, aquele cabelo dourado, aqueles traços impecáveis. Ela é pura e total perfeição. E, porra, ela é toda minha."

É uma conclusão digna da série, com muito drama pesado e dramas leves, alguns momentos engraçados para aliviar o clima, a maioria protagonizado por tiradas maravilhosas do Easton, mas não faltam reviravoltas, gritos, barracos, esquemas e estratagemas, e para coroar isso tudo (piadinha intencional) temos uma investigação de assassinato e por mais que o casal tente, Reed vai ficando ao longo do livro cada vez mais sem saída e ele vai precisar e muito da força da Ella para passar por isso. Ao mesmo tempo em que a própria Ella tem que lidar com um pai que não conhece e que é casado com uma mulher que a odeia abertamente e os dois precisam ainda ter forças para enfrentar o dia a dia da Aston, que continua um campo minado cheio de bulling e agressões verbais.

"Nós somos um emaranhado de emoções selvagens e sem esperança, procurando alcançar a paz por meio dos nossos corpos. Por mais que tentemos esquecer, não conseguimos."

A melhor notícia é que o livro não termina com um gancho, mas, mesmo assim, fica aquele desejo enorme de seguir junto dessa família, dessa vez através da história do Easton. Herdeiro Caído já está disponível e o último livro já foi lançado nos EUA, falta só sair por aqui. Depois de uma jornada intensa de três livros, agora, com todos lidos e todos os dramas passados, só posso dizer que essa foi uma viagem daquelas, a série como um todo é um YA raiz, com personagens que amamos odiar, polêmico, controverso e extremamente viciante, que faz a gente se perguntar se tem feitiço nas palavras porque é impossível largar. 

"Ella Harper é tudo que vou ver, porque ela é o meu futuro. Ela é meu aço e meu fogo e minha salvação. Ela é tudo."

Sinopse: 'De inimigos mortais a aliados improváveis, dois adolescentes tentam proteger tudo o que mais importa para eles. Ella Harper foi capaz de superar cada um dos obstáculos que surgiram em seu caminho. Forte e resiliente, ela está disposta a fazer o que for preciso para defender as pessoas que ama. Mas lidar com o retorno do pai desaparecido e com o namorado cuja vida está por um fio pode ser demais para a jovem.
Reed Royal tem um temperamento afiado e punhos ágeis. Mas sua habilidade para resolver problemas com violência já não é mais o bastante. Se ele quiser salvar a si mesmo e a sua garota, ele terá que superar o passado e sua reputação manchada.
Ella precisa ser forte para lidar com os Royal... isso se Reed não destruir sua própria família antes.'

Nome: Palácio de Mentiras
Série: The Royals # 3
Autora: Erin Watt
ISBN-13: 9788542212273
ISBN-10: 8542212274
Ano: 2018
Páginas: 384
Editora: Essência
Compre aqui: Amazon
Classificação: 

Sobre a autora:
Erin Watt é cria de duas autoras campeãs de venda, reunidas pelo amor por grandes livros e pelo vício em escrever. Elas compartilham uma imaginação criativa. Seu maior amor? (Depois das famílias e dos bichos de estimação, claro.) Criar ideias divertidas e, às vezes, malucas. O maior medo? Romper. Você pode fazer contato com elas pela conta de e-mail compartilhada: authorerinwatt@gmail.com.

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário