segunda-feira, 28 de janeiro de 2019

:: Resenha 465 :: “Os números do amor”, Helen Hoang


Sinopse: Um romance que prova que o amor muitas vezes supera a lógica.
Já passou da hora de Stella se casar e constituir família — pelo menos é isso que sua mãe acha. Mas se relacionar com o sexo oposto não é nada fácil para ela: talentosa e bem-sucedida, a econometrista é portadora de Asperger, um transtorno do espectro autista caracterizado por dificuldades nas relações sociais. Se para ela a análise de dados é uma tarefa simples, lidar com os embaraços que uma interação cara a cara podem trazer parece uma missão impossível. Diante desse impasse, Stella bola um plano bem inusitado: contratar um acompanhante para ensiná-la a ser uma boa namorada.
Enfrentando uma pilha cada vez maior de contas, Michael Phan usa seu charme e sua aparência para conseguir um dinheiro extra. O acompanhante de luxo tem uma regra que segue à risca: nada de clientes reincidentes. Mas ele se rende à tentação de quebrá-la quando Stella entra em sua vida com uma proposta nada convencional.
Quanto mais tempo passam juntos, mais Michael se encanta com a mente brilhante de Stella. E ela, pela primeira vez, vai se sentir impelida a sair de sua zona de conforto para descobrir a equação do amor.




Que livro maravilhoso é esse, gente? Meu Deus do céu, eu estou encantada! Como fazemos parte do Time de Leitores da Companhia das Letras, nós recebemos esse livro lindo aí e logo que tive a oportunidade eu o peguei, de tanto que eu ouvia as amigas falando super bem dele.

Em Os números do amor, nós conhecemos Stella, uma mulher incrível, apaixonada por sua profissão de econometrista, super metódica e sincera, cheia de manias e sem qualquer traquejo social. Isso tudo se dá por Stella ser portadora de Asperger.

Por insistência dos pais, principalmente de sua mãe, que acha que ela precisa se socializar mais, se soltar e assim, conseguir um relacionamento e lhes dar netos, Stella resolve procurar, e pagar, por um acompanhante que a ensine como fazer sexo e como é estar em um relacionamento de verdade. E é Michael o escolhido para realizar todas essas tarefas. 

Ele é um homem super charmoso, carismático e atenciosos. Ao precisar de dinheiro para cuidar de sua mãe que está doente, depois do pai sumir abandonando a família toda, Michael se vê largando tudo o que mais gostava de fazer, tornando-se acompanhante, fazendo sexo toda sexta-feira com uma mulher diferente, em troca da grana boa que recebe por isso. Se apaixonar por uma cliente sempre foi algo fora de cogitação desde que Michael começou a trabalhar, ele só não esperava se encantar tanto por aquela mulher tão diferente que do nada surgiu em sua vida.

"A estranha sensação que percorria a espinha de Michael se intensificou. De alguma forma, ela conseguia ficar mais bonita ao longo da conversa. Tinha olhos castanhos com cílios grossos, lábios bem desenhados, queixo delicado, pescoço fino. Imagens vívidas dele desabotoando a camisa dela surgiram na mente de Michael.
Mas ele não queria apressar as coisas, o que lhe era incomum. Não queria partir logo para o sexo, cair fora do hotel e voltar para casa. Aquela garota era diferente. Tinha um brilho nos olhos. Ele queria fazer tudo com calma para ver se conseguia extrair daquilo outro tipo de satisfação."

Stella é uma personagem tão incrível, que você já a adora nas primeiras linhas do livro. Você vai rir com seu jeito direto e sincero, sem filtro algum antes de falar as coisas. E você vai se identificar, ou identificar alguma pessoa que você conheça, que tenha algumas das características de Stella. Bom, eu pelo menos me identifiquei e o livro gerou diversas conversas sobre Aspenger e autismo, o que foi muito bom. É ótimo quando o livro é enriquecedor e te faz ter altos diálogos com os amigos.

Por ter sido diagnosticada depois de adulta, a autora construiu muito bem as personagens. Faz você entender Stella assim como Michael a entendeu, mostrando super bem como se relacionar com alguém tão especial.

Os números do amor é um livro extremamente fofo, delicado, divertido, apaixonante, que te fará rir e se emocionar também. Eu dei boas gargalhadas e chorei vááárias vezes também, querendo colocar Stella e Michael num potinho só pra mim. Como uma vez a Crika do Pitacos Literários disse, dá vontade de panfletar esse livro por aí, pra todo mundo ler!







Em maio sai lá fora The Bride Test, que é sobre o Khai Diep, primo autista do Micheal. Já estou dooooooida para ele chegar por aqui também.



Título: Os Números do Amor
Autora: Helen Hoang
ISBN-13: 9788584391257
ISBN-10: 8584391258
Ano: 2018 
Páginas: 280
Editora: Paralela
Compre aqui: Amazon
Classificação:



Sobre a autora:


Helen Hoang leu seu primeiro romance na oitava série e, desde então, eles se tornaram um vício. Em 2016 foi diagnosticada com síndrome de Aspenger, que serviu de inspiração para Os números do amor. Atualmente vive em San Diego, Califórnia, com o marido, dois filhos e um peixe de estimação.


Comente com o Facebook:

2 comentários:

  1. Oi Bia, só vejo elogios a esse livro e a cada resenha fico mais curiosa sobre ele. Já vi alguns personagens em séries com a síndrome de asperger mas ainda não li nenhum livro (que me lembre agora) com esse tema e achei tudo muito interessante. Tô curiosa. Eu amo rir e me apaixonar pelos personagens e a leitura parece prometer isso.

    Linda resenha ;)

    ResponderExcluir
  2. Ah, não vejo a hora de fazer esta leitura; parece tão linda!
    Amei a resenha.

    Beijos

    ResponderExcluir