quarta-feira, 6 de março de 2019

:: Resenha 476 :: “O amor nas 4 estações”, Victor Degasperi


Sinopse: O amor nas 4 estações é uma experiência do sentir.
Experimentar a vida em sua essência, valorizar cada momento, cada evento, cada cair de chuva, farfalhar de árvores. Sentir a vida, a alma, o infinito... tudo parece utópico e lúdico demais? Mas é um desafio diário de viver cada momento de verdade e com intensidade, e depois disso, tudo passa a valer a pena!
Um livro de crônicas sobre a vida e suas nuances, permeando as quatro estações do ano. Mais do que celebrar o amor, o autor nos desafia a viver um ano inteiro prestando atenção aos detalhes diários que tornam a nossa vida uma grande aventura, e que muitas vezes, deixamos passar.
Victor aceitou esse desafio, e durante um ano viu a vida com os olhos de quem quer achar beleza em tudo, e isso mudou a forma como ele enxergou o mundo. E agora ele faz um convite para você viver a própria vida com intensidade, olhar o amor de outra maneira, de fazer uma releitura do nosso coração.
Sua proposta é de fazer uma leitura do nosso próprio coração. Este é um convite para viver, em profundidade, as nossas próprias estações.
“Quando a felicidade diz que não há nada que você poderia fazer a não ser ir, o coração já pulou. Os grandes momentos das nossas vidas partem de mergulhos corajosos.”



E mais uma vez eu fui descarada e pedi um livro de parceria, simplesmente pela capa. O primeiro foi o lindíssimo Tudo Que Acontece Aqui Dentro, do Júlio Hermann, agora esta belezinha aqui. A sorte? É que ambos são lindos tanto por fora quanto por dentro.

"Ouço o seu silêncio como um sussurro do seu coração me contando o que te traz luz. Ouço os seus sonhos, gostos e sentimentos enormes que gosta tanto de sentir. Não sei que raridade é essa de nos percebermos inteiros sem precisar de uma palavra, mas essa raridade é nossa. Assim construímos a comunhão de sermos o que somos, porque é no breve gesto de se atentar aos mínimos detalhes e emoções que se constrói o que é o verdadeiro amor."

Em O amor nas 4 estações, Victor Degasperi reúne crônicas, textos riquíssimos de sentimento, vida e amor, que te fazem refletir, e pensar em várias pessoas, situações e na sua própria vida e relacionamentos.

É interessante ver que, assim com o clima e as plantas mudam com as estações, a vida, os nossos sentimentos e nós mesmos, por dentro e por fora, mudamos também.

Mas este não é somente um livro de belas e profundas palavras. Toda a composição do livro, com todas as suas ilustrações que complementam seus textos, deixa tudo ainda mais encantador. A Faro arrebenta com esses livros.

Em O amor nas 4 estações, Degasperi vai te mostrar que errar é humano, que falhar faz parte, que o importante é se permitir viver, recomeçar quando for preciso, que é bom arriscar sem ter medo, e que é maravilhoso se apaixonar sem vergonha de ser cafona, nem de ser feliz. É aquele livro pra degustar com calma, aos poucos, sem pressa.

"Sei que o frio na barriga é como o inverno todo de uma só vez, e que é difícil o pensamento se desprender com o coração dizendo tanto. Sei que a partir de hoje nossos olhos conversarão de uma forma nova e que a sensação de ter ao lado sempre será de um primeiro encontro. Eu sei, eu sei... Também me assusta um pouco, mas me acalmo imediatamente pro tudo isso ser com você."

Título: O amor nas 4 estações
Autor: Victor Degasperi
ISBN-13: 9788595810464
ISBN-10: 859581046X
Ano: 2018
Páginas: 176
Editora: Faro Editorial
Compre aqui: Amazon
Skoob
Classificação: 


Sobre o autor:


Victor Degasperi é ator e psicólogo. Paulistano, cresceu em contato com a arte de suas avós pintoras e dos músicos de sua família. Começou a escrever nas redes sociais profissionalmente aos 23 anos de idade, e logo aquelas frases colocadas em folhas de árvores se tornaram tão importantes para milhares de pessoas quanto eram para ele.
Buscando sempre um tom mais profundo, Victor tem interesse por captar os detalhes e as sutilezas das emoções. Não é tarefa simples, pois precisa manter sua vulnerabilidade num mundo que só nos ensina a viver na defensiva. Suas propostas estão no limite do sentir, e, por isso, comove tantos leitores, ao mesmo tempo em que ensina e transforma a experiência da leitura num verdadeiro sopro de vida.

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário