Pular para o conteúdo principal

:: Resenha 481 :: "Casamento Por Conveniência", Jennifer Probst

Sinopse: Um compromisso por interesse chamado de casamento. Desesperada por dinheiro para salvar a casa de sua família, a impulsiva Alexandria McKenzie se entrega a uma última e inusitada tentativa: faz uma simpatia de amor para encontrar um marido. Um marido rico, de preferência. Nicholas Ryan não acredita em amor eterno, casamento e família. No entanto, para que possa herdar as ações de seu tio e se tornar sócio-majoritário da empresa da família, ele deveria atender a um único requisito do testamento: casar-se e manter-se casado por pelo menos um ano. Nick e Alexa possuem muito pouco em comum, apenas o fato de Alexa ser a melhor amiga da irmã de Nick. Mas, movidos por seus interesses, os dois decidem se unir. Um acordo nupcial simples, sem paixão e sem complicações. Esse será o combinado por um ano. Mas a convivência será capaz de fazer nascer algum sentimento entre eles?

Como eu contei lá na última resenha, fiz uma pequena pesquisa na nossa página para que vocês escolhessem a minha próxima leitura, o vencedor foi Ligeiramente Maliciosos, mas Casamento por Conveniência chegou bem perto de vencer a disputa e, portanto, nada mais justo que eu pegasse esse livro na sequência. Para deixar a minha decisão ainda mais fácil, eu absolutamente adorei os outros dois livros da Jennifer que li antes porque ela escreve um gênero que eu adoro, o romance simples, sem grandes invensões e viradas fenomenais, algo simples, fácil e que nos encanta, sabe aquela sensação gostosa que a gente tem quando assiste aqueles romances dos anos 2000 que sempre reprisam na Sessão da Tarde? É bem isso e Casamento por Conveniência tem a mesma pegada!

Alexandria “Alexa” McKenzie está passando por um perrengue financeiro daqueles! A sua família está coberta de dívidas e para resolver seus problemas vai precisar vender a casa onde Alexa cresceu e a sua família ainda mora, com duas irmãs ainda adolescentes em casa e um irmão terminando a faculdade de medicina e já pai de uma garotinha linda, Alexa, como a filha mais velha, simplesmente não pode deixar isso acontecer e para isso ela precisa de 150 mil dólares e precisa deles para agora. Como também está sem sorte no amor, quando encontra um livro de feitiços em sua livraria, Alexa faz o pequeno ritual descrito em suas páginas e escreve em uma folha de papel as qualidades que deseja em um homem, claro, acrescentando que precisa de 150 mil dólares do seu par.

Ela estava com 27 anos e talvez devesse morar em um apartamento estiloso, vestir roupas de grife e ter um encontro a cada fim de semana. Em vez disso, Alexa abrigava cães abandonados do canil local e comprava echarpes elegantes para dar uma cara nova às suas roupas. Acreditava no lado bom das coisas, em estar aberta às possibilidades e seguir seu coração. Infelizmente, nada disso a ajudaria a salvar a casa de sua mãe.

Nicholas “Nick” Ryan precisa de uma esposa e precisa dela agora. O problema? É que Nick não acredita no amor, afinal de contas, ele e a sua irmã Maggie sofreram com o descaso e a falta de amor dos pais, vindo de um lar frio e distante os dois não acreditam que exista felizes para sempre e por isso, quando o tio de Nick condiciona que ele só vai receber a sua herança, e assim virar sócio majoritário na empresa da família e conseguir levar adiante os planos que ele já tem para a empresa, se casar em uma semana. Acontece que Maggie é a melhor amiga da Alexa, os três cresceram juntos e ela sabendo do problema da amiga e do irmão tem uma ideia genial: Alexa e Nick devem se casar, assim ele herda a sua fortuna e Alexa pode receber, de Nick, os 150 mil que a sua família precisa.

Nicholas Ryan tinha uma fortuna ao alcance de suas mãos. Mas para conseguir o que queria, ele precisava de uma esposa.

Só tem um pequeno problema: Alexa e Nick não se bicam. Para Alexa, Nick será sempre aquele garoto implicante que ficava a pertubando por conta do seu corpo curvilíneo e o rapaz em quem ela deu o primeiro beijo só para ter o coração partido em seguida. Para Nick, Alexa representava um perigo, afinal de contas, ela tinha um corpo maravilhoso, uma personalidade cativante e se houve alguma mulher que chegou perto de quebrar as barreiras emocionais dele, essa mulher foi ela, até que ele quebrou o coração dela. E para piorar ainda mais as coisas, Nick também fez uma lista com todas as qualidade que deseja de uma esposa e Alexa não preenche nenhuma delas, assim como Nick não é nada do que a Alexa queria da sua lista. Será?

Alexa precisava de um relacionamento seguro – mais do que isso, ela merecia um relacionamento seguro. Ele só poderia lhe oferecer sexo e amizade. Nunca amor. Ele decidira anos e anos atrás. O preço era alto demais.

Não quero falar mais da história porque a trama é bem simples. Como eu falei antes, a autora nos oferece um romance simples, mas isso não é ruim, pelo contrário. você sabe para onde vai a história, e isso não tira o desejo de continuar lendo e querendo descobrir o que os personagens vão fazer, falar e sair de certas situações que eles mesmo se colocaram. Além disso, tem humor, respostas atravessadas da Alexa, uma criança encantadora, animais resgatados (meus dois pontos fracos) e muita tensão sexual mal resolvida, quando terminei a leitura fiquei imaginando o quão bom seria um filme com essa história, e até mesmo fui lá na site da PassionFlix verificar se existem planos de uma adaptação, não encontrei, mas fica aqui a dica!

Ela percebeu que estava, na verdade, se rendendo a uma fantasia em que Nick faria uma cena e a arrastaria para longe dali, seduzindo-a. Como nos romances tórridos que ela gostava de ler. Claro que ele faria isso... O Sr. Lógica em pessoa. Era melhor ler ficção científica e esperar que os alienígenas dominassem a Terra, porque isso era mais provável.

Se você gosta de romance com toques suaves de erotismo e ao mesmo tempo deseja fugir dos livros mais pesados e cheios de reviravoltas duvidosas (estou olhando para você Sylvia Day!), pode pegar sem medo Casamento por Conveniência para ler. É garantia de um romance leve e apaixonante, e não se engane por essa capa, que representa tão mal o livro que chega a ser um pecado!
E se vocês ainda não conhecem a outra série dela, que é publicada pela Paralela, confira as minhas duas resenhas. Já te aviso desde já: são lindos, fofos, apaixonantes e todos merecem conhecer: À Procura de Alguém e À Procura do Par Perfeito. E se juntem a minha rodinha de oração para que a Paralela lance Searching for Beautiful de uma vez por todas.

"Amor não era uma recompensa, e sim algo que ela trazia dentro de si e compartilhava com generosidade."

Nome: Casamento Por Conveniência
Série: Casamento Bilionário # 1
Autora: Jennifer Probst
ISBN-13: 9788544100035
ISBN-10: 8544100031
Ano: 2014
Páginas: 240
Editora: LeYa
Compre aqui: Amazon
Classificação: 


Sobre a autora:

JENNIFER PROBST é autora best-seller do New York Times e USA Today e vive no estado de Nova Iorque. Ela escreveu o seu primeiro livro aos 12 anos de idade e nunca mais parou. Tem mestrado em literatura inglesa, é casada, tem dois filhos e dois cachorros resgatados.

Comentários

  1. Oi Tali, eu li À procura de alguém da autora e gostei muito, clichê lindo e fofo e pelo que li na resenha esse livro também é assim. O que é ótimo pois eu amo histórias leves e que nos encantam, só pra "desestressar" e ter aquele sorrisinho bobo durante a leitura.

    Amei a dica e a resenha, vou procurar pra ler ;)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

:: Resenha 181 :: "After 5 - Depois da Promessa", Anna Todd

Sinopse: Bem quando Hardin acreditava já ter enfrentado todos os fantasmas de seu passado, um terrível segredo sobre seus pais é revelado, despertando os seus piores demônios internos. Tessa sabe que só ela tem o poder de aliviar todos os sentimentos de raiva, traição e confusão que afligem seu amado badboy. Só ela sabe como salvá-lo de seu ciclo autodestrutivo. Mas dessa vez ela não pode. Porque, quando menos espera, sua vida é para sempre alterada por uma tragédia. Hardin e Tessa prometem lutar com todas as suas forças para que o destino não os separe para sempre. Mas o que acontecerá quando suas forças chegarem ao fim? Depois da promessa... qual será o desfecho dessa história? G ente... *pausa dramática*... Eu sobrevivi à série After ... "É isso aí, garota!!!" (Crika e Mari, do Grupo de Apoio After, representadas pelas lindas Meryl Streep e J.Lo)

:: Resenha 153 :: “After 3 – Depois do Desencontro”, Anna Todd

O k, vai ter spoiler sim e se reclamar vai ter mais! Brincadeeeeeeiraa!!! =P É que assim, vamos combinar? Resenha do terceiro livro onde acontece coisa pra diabo, não tem como, vai rolar uns spoilerszinhos de leve, então fique avisado, certo? Se quiser seguir, siga, se não quiser, comenta assim mesmo hahahaha. Bom, parece que todo livro dessa mulher termina com uma bomba. O segundo terminou com a Tessa guardando um segredinho básico do Hardin, lembra que eu até comentei na resenha ? Então, além disso, terminou com ela dando de cara com o pai e é assim que este terceiro livro começa. Confesso que antes de começar, ao ler a contracapa que diz... Sinopse: Tessa passa pelo momento mais difícil de sua vida. Enquanto luta para crescer na carreira com a qual sempre sonhou, seu mundo é virado de ponta-cabeça: a inesperada aparição de seu pai e uma traição imperdoável a deixam mais fragilizada do que nunca. Hardin — com seus beijos viciantes, seu toque incendiário e seu ch

:: Resenha 168 :: “After 4 – Depois da esperança”, Anna Todd

Sinopse: Depois de tantos obstáculos, Tessa e Hardin estão, enfim, mais maduros como casal. As dificuldades causadas pelo gênio forte dele e pela impulsividade dela ainda existem, mas eles já não conseguem negar o amor que sentem um pelo outro. Mesmo morando em cidades diferentes, estão mais apaixonados do que nunca. Se a química entre os dois já era explosiva antes, agora que eles se entregaram de vez a essa paixão, cada encontro será mais ardente do que o anterior. Mas uma cruel reviravolta do destino trará à tona todos os fantasmas do passado de Hardin. Depois da esperança, haverá forças para enfrentar mais dificuldades? Q uem acompanha as minhas resenhas de After, sabe que eu sofro lendo esses livros, sabe que surto querendo jogar ele na parede ou que eu morro de vontade de entrar no livro pra socar o Hardin. Nesse quarto livro, por incrível que pareça isso foi bem sutil, não que eu não tenha sentido vontade, mas foi bem mais tranquilo e eu confesso, no final eu cheguei