quarta-feira, 15 de maio de 2019

:: Resenha 491 :: "Uma Mulher Na Escuridão", Charlie Donlea


Sinopse: Ao limpar o escritório de seu pai, falecido há uma semana, a investigadora forense Rory encontra pistas e documentos ocultados da justiça que a fazem mergulhar num caso sem solução ocorrido 40 anos atrás. 
No verão de 1979, cinco mulheres de Chicago desapareceram. O predador, apelidado de Ladrão, não deixou nenhum corpo ou pista — até que a polícia recebeu um pacote enviado por uma mulher misteriosa chamada Angela Mitchell, cujas habilidades não-ortodoxas de investigação levaram à sua identidade. Mas antes que a polícia pudesse interrogá-la, Angela desapareceu. Agora, Rory descobre que o Ladrão está prestes ser posto em liberdade condicional pelo assassinato de Angela: o único crime pelo qual foi possível prendê-lo. 
Sendo um ex-cliente de seu pai, Rory reluta em representar o assassino, que continua afirmando não ser o assassino de Angela. Agora o acusado deseja que Rory faça o que seu pai prometeu: provar que Angela ainda está viva. 
Enquanto Rory começa a reconstruir os últimos dias de Angela, outro assassino emerge das sombras, replicando o mesmo modus operandi daqueles assassinatos. A cada descoberta, Rory se enreda mais no enigma de Angela Mitchell, e na mente atormentada do Ladrão. Traçar conexões entre passado e presente é a única maneira de colocar um ponto final naquele pesadelo, mas até Rory pode não estar preparada para a verdade…

Duas mulheres de mentes brilhantes e ao mesmo tempo assombradas por esse jeito de pensar único, são os fios condutores do mais recente livro de Charlie Donlea, publicado no Brasil pela nossa parceira, a Faro Editorial. Separadas por 40 anos, Angela e Rory são mulheres diferente e ao mesmo tempo semelhantes, e se você ainda tem alguma dúvida se deve ler esse livro, vem ler a minha resenha que eu te conto um pouco mais sobre Uma Mulher na Escuridão. Mas aqui vai um spoiler do bem: Se você gosta de livro de suspense policial, compre esse livro e leia o quanto antes! Eu te garanto que você não vai se arrepender e digo mais, pode anotar o nome do Donlea na sua lista de autores a seguir, porque ele já está na minha lista de favoritos.

Em 1979, Chicago estava aterrorizada pelo desaparecimento de cinco mulheres e a polícia não sabia quem ou porque elas haviam sido levadas. Nem mesmo se elas estavam vivas, mortas ou se os casos tinham alguma relação. Quem vamos ver investigando esses casos não é nenhum detetive destemido e sim uma mulher autista, Angela Mitchell. Sem que o marido saiba, Angela começa a investigar esse caso por conta própria, sem muitos recursos, além de sua mente brilhante, cujo funcionamento não faz muito sentido para outras pessoas. Com isso, Angela acaba se colocando em risco para desvendar esse mistério. 

"A ideia de que havia um homem que enganara a polícia e jogara a cidade em um estado de paralisia era a própria definição de caos. E desde que Angela dera permissão à sua psique ardente e implacável para levar em consideração aquele homem que as autoridades chamavam de O Ladrão, não fora capaz de pensar em mais nada."

Ao mesmo tempo em que vamos descobrindo mais sobre as investigações de Angela, conhecemos Rory Moore, que em 2019 descobre que o seu falecido pai era o advogado do Ladrão, o homem que Angela fez ser preso. Rory e Angela tem algo em comum: suas mentes brilhantes e obsessivas. Rory - que trabalha como investigadora forense - não entende porque o seu pai estava defendendo um assassino e mesmo tendo se comprometido a investigar a morte de uma jovem mulher, ela acaba sendo arrastada pelo mistério que é Angela Mitchell, e do envolvimento do pai em tudo isso. O problema é que quanto mais Rory investiga, mais envolvida ela é nessa história e as verdades descobertas podem ser, mesmo para alguém com a mente de Rory, perturbadoras e muito perigosas.

"Mas Rory estava atrás de algo. Ela não dava a mínima para o tal Ladrão. Queria, isso sim, descobrir o que seu pai estivera fazendo para aquele cliente."

Cinematográfico, não existe melhor maneira de definir esse livro do que dizer que a história aqui, criada por Charlie Donlea, já está pronta para ser adaptada em um ótimo filme ou série de investigação. Existe complexidade e ao mesmo tempo simplicidade, que fazem a narrativa do livro fluir. Você não é capaz de largar o livro, mesmo quando ele sai de 2019 e volta para 1979 - ou o contrário -, você não sente porque não importa a época, existe algo a ser desvendado. E apesar de eu ter descoberto um ou outro segredo guardado pela trama bem antes da revelação, não perdi o impacto quando confirmei minhas teorias porque o livro é simplesmente fantástico. 

"Nada pode te assustar, a menos que você deixe que a assuste."

E vamos falar a verdade aqui, é preciso ter coragem para revelar, na metade do livro, quem é o assassino sem perder o ritmo do suspense. Foi corajoso, mas também bastante inteligente, afinal de contas, ao fazer a história acontecer em dois tempos diferentes, não teria como esconder o nome do Ladrão, que era alvo da investigação de Angela em 79 e o cliente da Rory de 2019, por muito tempo. Só que o mistério é levado justamente para como é a ligação entre esses tempos e esses personagens, separados por 40 anos. 

"Alguns escolhem a escuridão; outros são escolhidos por ela."

Este é o terceiro, de quatro livros publicados do Donlea que eu leio, e mais uma vez ele não me decepcionou. Sou forçada a dizer a verdade e afirmar que Não Confie em Ninguém ainda é o meu favorito, mas Uma Mulher Na Escuridão chegou bem perto. É uma leitura rápida, envolvente, emocionante e que ainda se dá ao luxo de jogar uma pitada de sobrenatural, que não cai no piegas ou no lugar comum. Ele nem mesmo se preocupa em explicar. Eu sou uma órfã de John Verdon, um autor sensacional que teve sua série descontinuada no Brasil, mas encontrei nos livros do Donlea o remédio para aplacar a minha saudade do meu autor favorito. E quer saber? Se ele ainda não fazia parte, com Uma Mulher Na Escuridão, Charlie Donlea acaba de entrar no meu hall de favoritos.
Nome: Uma Mulher Na Escuridão
Autor: Charlie Donlea
ISBN-13: 9788595810723
ISBN-10: 8595810729
Ano: 2019
Páginas: 304
Compre aqui: Amazon
Classificação: 


Sobre o autor:

Charlie Donlea vive em Chicago com sua esposa e dois filhos. Um de seus hobbies é pescar em lugares praticamente desertos do Canadá. Essas viagens por estradas paradisíacas inspiraram o cenário para o seu livro de estreia. Ávido leitor, é também apaixonado. Quando decidiu escrever seu primeiro livro, ele se preparou para produzir algo como tudo o que gosta de encontrar nos seus filmes e livros prediletos: uma história capaz de deixar o leitor refletindo sobre ela por muito tempo.

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário