quarta-feira, 29 de maio de 2019

:: Resenha 494 :: "Birthday Girl - O presente perfeito", Penelope Douglas


Sinopse: JORDAN
Ele me acolheu quando eu não tinha outro lugar para ficar.
Ele não me usa, me magoa ou se esquece de mim. Ele não me trata como nada, não me despreza, ou me faz sentir insegura.
Ele se lembra de mim, ri comigo e olha para mim. Ele me escuta, me protege e me enxerga. Sinto seus olhos em mim sobre a mesa do café da manhã, e meu coração dispara quando o ouço entrar na garagem depois do trabalho.
Preciso parar isso. Não pode acontecer.
Minha irmã me disse uma vez que, não existem homens bons, e se você encontrar um, ele provavelmente será comprometido.
Só que o comprometido aqui não é Pike Lawson.
Sou eu.

PIKE
Eu a acolhi porque pensei que estava ajudando.
Ela prepararia algumas refeições e daria uma limpada na casa. Era um acordo simples.
Com o passar dos dias, porém, está se tornando tudo, menos simples. Tenho que parar de pensar nela e de prender a respiração toda vez que nos esbarramos pela casa. Não posso tocá-la, e eu não deveria querer.
Quanto mais me vejo cruzando o seu caminho, mais ela se torna parte de mim.
Mas não estamos livres para ceder a essa atração. Ela tem dezenove anos e eu trinta e oito.
E sou pai do namorado dela.
Infelizmente, os dois acabaram de se mudar para a minha casa.

Abre o teu Spotify aí, coloca “Father Figure” do George Michael pra tocar e vem ler a resenha desse livro maaaaaaaravilhooooooooooooooso que eu não estou sabendo seguir a vida depois de terminá-lo. Sério, aperta o play e vem, só vem!

Quando a The Gift Box Editora anunciou a publicação desse livro, eu fiquei mega animada, ainda mais porque a Talita é louca pela Penelope e a Anastacia do Notas Literárias - que é tão louca por música quanto eu -, sempre falava das referências musicais e aos anos 80 que o livro fazia. Então imagina, eu estava loooooooooooooouca pra ler Birthday Girl - O presente perfeito. E gente… bota perfeito nisso!!!

"Acabo sorrindo ao pensar em suas manias. Ele não sabe o que está perdendo. Os anos 80 foram fantásticos. Foi uma década inteira de diversão da boa. Nem tudo precisava ter um significado ou ser profundo."

A gente vai conhecer Jordan no dia do seu aniversário de 19 anos, quando seu namorado - aquele manézão -, dá furo com ela e a coitada passa a noite praticamente esquecida. Depois de sair do trabalho no bar, ela resolve fazer hora indo ao cinema assistir a um clássico do terror, e é lá que ela vai conhecer Pike.

Jordan é uma linda jovem que se vira bem na vida, ela faz faculdade de paisagismo, trabalha num bar fuleiro, mas que a ajuda a pagar as contas mesmo que no aperto, tem uma irmã que trabalha num outro bar fazendo strip tease e está sempre tentando a empurrar para ir trabalhar lá porque lá o dinheiro é bem melhor, e tem um namorado um tanto quanto… perdido na vida, o Cole.

Depois de assistir ao filme, quando Jordan e Pike saem do cinema e se despedem, ambos recebem ligações e descobrem que quem está do outro lado da linha é Cole. Aí a ficha cai para todo mundo, aquele homem gato e interessante que fez companhia a Jordan, é Pike Lawson, pai de Cole.

"— O tempo passa num piscar de olhos e o medo te dá as desculpas que você deseja para não fazer as coisas que sabe que deveria. Não duvide de si mesma, não suponha, não deixe o medo te segurar, não seja preguiçosa, e não baseie suas decisões no quanto elas farão outras pessoas felizes. Arrisque-se e vá à luta, está bem?"

Dali os dois partem para a delegacia onde Cole está, depois de dar uma festa barulhenta que detonou o apartamento onde ele e Jordan moravam juntos. Sim, é isso aí, praticamente uma festa no dia do aniversário da Jordan onde ela não estava e nem sabia da existência. Com isso, tendo de sair do apartamento, os dois vão ter de passar um tempo na casa de Pike, até juntar uma grana para conseguir alugar um outro lugar para eles dois. Só que não vai ser fácil, pois Cole está numa fase terrível de saídas, bebedeira e se tem uma coisa que ele não consegue fazer, é juntar dinheiro.

Durante a estadia na casa de Pike, Jordan acaba passando muito mais tempo com o pai, do que com o filho. Eles se dão super bem, Jordan ajuda na casa, ajuda até no trabalho de Pike. E aquela atração tão descontraída e fácil que aconteceu no cinema, só vai crescendo, até ficar gigante e aí… Aí é que a coisa fica boa mesmo! rsrsrs


"Nós nos conhecemos há menos de um mês, mas sinto que Jordan sempre existiu. Como se eu estivesse guardando esse lado da cama só para ela.
Não sei se a amo, mas nunca quis nada ou alguém tanto assim."

Em Birthday Girl - O presente perfeito, Penelope Douglas traz um assunto delicado e que para alguns ainda é um tabu, que é o fato da menina nova se envolver com um cara mais velho e ainda de quebra ser o pai do namorado dela, mas de uma maneira muito bem escrita e desenvolvida. Ela criou um romance fofo e gostoso, tratando o assunto com seriedade nas horas certas, sem absurdos e enrolações. Você vai se colocar no lugar da Jordan, você vai se colocar no lugar do Pike, e você vai se colocar no lugar do Cole, que mesmo vacilando muitas vezes, a gente vai entender certas atitudes.

Dei cinco cupcakes, cinco estrelas e favoritei com gosto, porque estou completamente apaixonada por esse livro e por Pike, porque vamos combinaaaaaaaaaaaaaarrrrrrrrrrr!! Ah, papai!!!!


"Ela se afastou, e não ouvi nenhuma notícia dela, o que me diz que fiz a coisa certa. Ela está bem e ficará mais feliz.
Mas eu não estou. Não acabou para mim. Você precisa do seu coração para sair da cama, anda, falar, trabalhar e comer, e ela o levou quando foi embora."

Aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaahhhhhhhhhhhhhhhhh, genteeeeeeeeeeeeeeeeeeeee!!! Como viver depois de Pike Lawson??????????????????????????? Impossível!!!! 


Quer um romance super envolvente, que tem mensagens bacanas, drama, ótimas referências musicais e aos anos 80 e 90, cenas divertidas e pra láááá de sensuais? Então leia agora Birthday Girl - O presente perfeito. Leia, você não vai se arrepender!


Título: Birthday Girl - O Presente Perfeito
ISBN-13: 9788552923633
ISBN-10: 8552923637
Ano: 2019
Páginas: 375
Compre aqui: The Gift Box
Classificação:


Sobre a autora:

Penelope Douglas é uma escritora que mora em Las Vegas. Nascida em Dubuque, Iowa, ela é a mais velha de cinco filhos. Penelope frequentou a Universidade de Nothem Iowa, e se formou como Bacharel em Administração Pública, porque seu pai disse: "Apenas se forme e tire um maldito diploma!". Ela então fez mestrado em Educação Científica na Universidade de Loyola em New Orleans, porque ODIAVA Administração Pública. Uma noite, ela disse ao segurança do bar onde trabalhava que o filho dele era gostoso, e três anos depois ela se casou. Com o filho, não com o segurança. Eles procriaram, mas apenas uma vez. Uma filha chamada Aydan. Penelope adora doces, "The 100", e faz compras na Target quase que diariamente. 

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário