segunda-feira, 3 de junho de 2019

:: Resenha 495 :: "Sinceramente, Carter", Whitney G.


Sinopse: Depois do sucesso da série Reasonable Doubt, que chegou ao topo da lista dos mais vendidos da Amazon, do The New York Times e do USA Today, Whitney G. Williams nos lança a dúvida: o que acontece quando você se apaixona por seu melhor amigo?
Apenas amigos. Somos apenas amigos. Não, sério. Ela é só minha melhor amiga. Arizona Turner é minha amiga desde a quarta série, mesmo quando a gente “se odiava”. Acompanhamos a vida um do outro desde o primeiro beijo, a primeira vez, e somos uma constante na vida do outro quando os bons relacionamentos ficam ruins. Até nossas faculdades ficavam a minutos de distância uma da outra.
Com o passar dos anos, e apesar do que dizem por aí, nunca ultrapassamos nenhum limite. Nunca sequer pensei a respeito.Nunca quis. Até que, certa noite, tudo mudou. Pelo menos devia ter mudado…
Apenas amigos. Somos apenas amigos. Só estou dizendo isso até descobrir se ela ainda é “apenas” minha melhor amiga.

Creio eu que não será nenhuma novidade para um seguidor mais antigo desse blog, se eu falar que sou uma pessoa bastante desorganizada com as minhas leituras. Eu acho tão fofo aquelas pessoas que sabem, e anotam quando compraram tal livro, quem enviou o que de presente, que tem a estante organizada, as leituras anotadas em um caderninho ou planner… Porque eu sou tudo, menos isso! Fora as leituras de cortesia que tem “prazo”, as outras leituras acabam sendo esquecidas, e mesmo aqueles livros que quero muito ler, acabam ficando de lado por razões diversas. Esse é o caso de Sinceramente, Carter. Eu sou muito fã da Whitney G. Absolutamente devorei sua série anterior que foi publicada no Brasil, mas isso foi em 2016 e quando em 2017 saiu Carter, eu queria ler, queria muito ler, mas aquele foi um ano complicado e 2018 ainda mais. Então, só agora, dois anos depois, estou lendo e estou mega arrependida de ter demorado tanto!

Conhecemos os nossos personagens quando eles estão na quarta série e simplesmente se odeiam, a ponto de implicarem e brigarem. Por conta de uma dessas brigas, Carter acidentalmente quebra as canetas da sua professora e a sua mãe o obriga a fazer duas cartas de arrependimento, uma para a professora, outra para a Arizona. Ele entrega a da professora, mas a da Arizona, que por sua vez entregou uma a ele com palavras nada carinhosas e quase idênticas a carta dele, ele não entrega, e assim nasce uma amizade que dura a vida toda deles. 

"Algumas pessoas entram na sua vida por uma razão, algumas duram apenas um verão e outras permanecem pelo resto da vida."

Anos depois, os dois são inseparáveis. Estudam em faculdades próximas, se veem todos os dias e se falam todos os dias. Carter tem na mãe da Arizona, uma segunda mãe, já que a sua é totalmente ausente. Praticamente todas as namoradas de Carter o acusam de namorar Arizona, e por isso elas terminam com ele. Não que ele ligue. Arizona também não consegue engatar namoros longos e até mesmo tem dificuldade de transar com seus namorados porque não se sente a vontade com eles, não como ela é com o Carter. A amizade deles é conhecida por todos como algo platônico, Carter James e Arizona Turner são um casal, mas um casal de amigos.

"Por anos eu não entendia o que significava quando as pessoas diziam que sentiam vontade de rir e chorar ao mesmo tempo. Então eu entendi."

Até que alguns amigos do Josh, colega de quarto do Carter, comentam o quanto a Arizona é linda e o Carter a vê com um olhar diferente, quase ao mesmo tempo em que uma atendente de um posto de gasolina fica hipnotizada olhando ao longe. E quando Arizona vai ver o que causou esse efeito na moça, acaba vendo o Carter e também fica balançada com ele. Para completar o pacote, rola uma festa na casa do Carter, Arizona fica meio altinha, os dois acabam dançando juntos, pintando um clima diferente entre eles e quando o Dj apaga a luz, os dois acabam se pegando de jeito! Apesar de não rolar nada entre eles naquela noite, o beijo muda tudo e os dois acabam engatando um romance secreto. Mas seria essa pegação pra lá de quente, só sexo ou esconde sentimentos de verdade?

"Vocês dois são idiotas demais para perceber que se amaram durante a vida toda."

Obviamente que não vou te contar isso, você vai descobrir lendo e vai me prometer que se você é fã de YA com HOT (em maiúsculas para destacar o poder de Carter James), você vai ler esse livro o quanto antes e não vai comer mosca como eu comi. Infelizmente não temos mais livros da Whitney no Brasil. A sua escrita é tão gostosa de ler, que só lamento o quanto estamos perdendo. Sinceramente, Carter é uma leitura rápida, bem humorada, sexy e nem vem reclamar da linguagem, porque a Whitney é uma autora de livros eróticos, ela só usou um pouco do YA, mas se manteve fiel a sua raiz. É leitura de entretenimento e com a vida tão complicada como ela é, merecemos ler algo só para poder nos apaixonar, sonhar e sim, sentir prazer. Então se é isso que você está procurando, se joga em Sinceramente, Carter que você não vai se arrepender. E se você for emotivo, prepara um lencinho porque tem uma parte quase no final que... 

Entendedores, entenderão!

Antes de ir embora, só queria falar duas coisinhas bem rápidas. Uma é que o livro não vem dividido em capítulos e sim em faixas com nomes de música POP (e muitas da Taylor Swift e não, eu não conheço as músicas, mas sei usar o Google) e eu achei bem divertido. As exceções são quando os capítulos vão mostrar um pouco do passado do Carter e da Arizona. Nesses vem o ano escolar onde eles estão. Outra coisa, e aqui vem uma nota chatinha, a editora deu uma vacilada na parte gráfica. Existem muitas trocas de mensagens entre o casal, normal para a idade deles, mas a editora usou balões típicos de app de mensagens e até aí tudo bem, porém, a cor usada nesses balões foi muito infeliz. Usaram tons de cinza escuro com fonte em preto, ou seja, tem que forçar a vista um pouco para ler. Eu não tenho problemas de visão, mas mesmo assim, não ficou legal.



Nome: Sinceramente, Carter
Autora: Whitney G.
ISBN-13: 9788550301938
ISBN-10: 8550301930
Ano: 2017
Páginas: 400
Compre aqui: Amazon
Classificação: 


Sobre a autora:

Whitney G. é uma jovem escritora norte-americana, que vive obcecada com viagens, chá e café.
É também uma autora bestseller do New York Times e do USA Today, para além de ser fundadora do blogue The Indie Tea, onde procura inspirar jovens autores independentes de literatura romântica.

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário