quarta-feira, 5 de junho de 2019

:: Resenha 496 :: “Vergonha”, Brittainy C. Cherry


Sinopse: Um amor inesperado que surge de forma inusitada e arrebata a vida de Grace Harris. Grace Harris está perdida e sozinha em sua casa em Atlanta depois que o homem que ela pensou que ficaria a seu lado pelo resto da vida traiu sua confiança, partiu seu coração e saiu de casa, deixando seu casamento em suspenso. Grace resolve, então, passar o verão com a família em Chester, sua cidade natal, para respirar, dar um tempo de tudo. Sua vida está uma bagunça e o que ela precisa no momento é de um pouco de gentileza e compaixão.

Por incrível que pareça, Grace encontra isso na pessoa mais improvável de todas: Jackson Emery, a ovelha negra da cidade. Conhecido como a erva daninha de Chester, ele é sinônimo de encrenca, e não faz nada para mudar essa imagem. Tendo perdido na infância o que havia de mais valioso na vida, Jackson se tornou um homem amargurado e não dá a mínima para o que pensam dele. Os caminhos de Grace e Jackson acabam se cruzando de um jeito inusitado e a tristeza profunda que carregam atrai os dois como ímã. Ambos sabem que não foram feitos um para o outro, mas, como tudo vai acabar mesmo com o fim do verão, resolvem deixar rolar e se entregar a uma diversão passageira. 

Porém, o que Grace não imaginava é que seu coração, já destroçado, seria obrigado a aprender que certos relacionamentos são capazes de causar dores muito profundas, e que é sempre preciso fazer uma escolha.

Vamos falar de lindeza? Vamos! Se tem uma coisa que a Brittainy C. Cherry sabe fazer, é livro lindo que te faz suspirar e se emocionar. E não podia ser diferente em seu novo livro, Vergonha.

“O amor era uma emoção desordenada que não caminhava em linha reta. Ele funcionava em ondas e giros e subidas e descidas. Era uma emoção louca que, de algum modo, ainda existia no meio de tanto desgosto e traição.”

Depois de anos casada, Grace Harris, que nunca se imaginou sem o marido Finn ao seu lado, vê sua vida ruir quando descobre que ele a traiu e está saindo de casa.

Precisando de um pouco de conforto, carinho e colocar sua mente e coração no lugar, ela volta à sua cidade natal para os braços dos pais e da irmã. Chester, na George, é uma cidadezinha pequena, onde todo mundo se conhece, ou seja, todo mundo sabe da vida de todo mundo. Ao chegar lá, a última coisa que Grace imaginava era que ela iria encontrar tudo isso que estava à procura, logo na ovelha negra da cidade.

“— Quando você se sentir perdido, com medo e fraco, esses são os momentos que você precisa superar. Sua força está escondida sob esses momentos sombrios. Pegue esses momentos e os torne fortes. Faça com que eles importem, Jackson. Faça com que contem.”

Jackson Emery teve uma infância bem triste, o que resultou numa vida bem difícil, o transformando num rapaz amargurado, rabugento e mal-humorado. Todos na cidade o chamam de monstro e ninguém se mistura com ele e o pai dele, que vive alcoolizado esbravejando pela cidade.

“Às vezes, tudo que uma pessoa precisava era de alguém para ouvir as batidas vacilantes de seu coração.”

Mesmo diferentes em vários aspectos, Grace e Jackson vão enxergar um no outro, as tristezas que carregam, ao mesmo tempo que vão ver exatamente o que ambos precisam. Um vai ser a fuga do outro e com o passar do tempo eles vão descobrindo coisas aleatórias e profundas do outro e de si mesmos.

“— Eu tenho um medo insano de decepcionar as pessoas.
Jackson fez uma careta e encolheu os ombros.
— Você vai ter que decepcionar algumas pessoas para conseguir se encontrar.
— Mas será que vai valer a pena?
— Claro que vai — respondeu ele com toda certeza. — Sempre vai valer a pena, e as pessoas que realmente se importam com você ficarão do seu lado. As que não ficarem deveriam ter ido embora há muito tempo.”

Eles são opostos que se atraem, eles têm todos contra eles dois, eles têm crenças diferentes e sabem que quando o verão acabar e Grace voltar para Atlanta, tudo irá se acabar. Mas como faz quando um precisa tanto do outro?

“Se houvesse uma maneira, porém, eu gostaria que ela pudesse ser minha porque tantas partes de mim queriam ser dela.”

Brittainy mais uma vez levando a gente numa montanha russa de emoções. Ao mesmo tempo que ela consegue fazer a gente sorrir feito bobo, ela nos faz rir alto pra depois cair aos prantos. Vergonha é uma belíssima história de superação, autoconhecimento e perdão. Sobre recomeços e amor próprio. Sobre fazer aquilo que se quer e tem vontade, sem pensar no que o outro vai achar ou pensar. Sobre viver a vida intensamente, sempre e para sempre. Leiam!

“Quando entrei na livraria, senti o cheiro de tudo aquilo — das aventuras escondidas atrás das capas. As histórias de partir o coração e as que aquecem o coração também. As histórias de amores perdidos e encontrados. As histórias de autodescobertas. Aquelas que faziam com que você se sentisse menos sozinha no mundo.
Não havia sensação melhor do que se apaixonar por pessoas que você nunca conheceu de verdade, mas que mesmo assim pareciam ser da sua família.”

Título: Vergonha
ISBN-13: 9788501302854
ISBN-10: 8501302856
Ano: 2019
Páginas: 420
Editora: Editora Record
Compre aqui: Amazon
Classificação:


Sobre a autora:


Brittainy C. Cherry é formada em artes cênicas, com especialização em escrita criativa pela Carrol University, em Wisconsin. Quando não está escrevendo, adora brincar com seus bichinhos de estimação. Também é autora de Sr. Daniels, de No ritmo do amor e dos títulos da série Elementos: O ar que ele respira, A chama dentro de nós, O silêncio das águas e A força que nos atrai, todos publicados pela Editora Record. Ela mora com a família em Milwaukee, Wisconsin.

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário