Pular para o conteúdo principal

:: Resenha 513 :: "Melhor que a encomenda", Lauren Blakely


Sinopse: Qual seria o último lugar para você encontrar o amor? Depois de várias desilusões, April desiste de buscar relacionamentos e passa a focar toda a energia no trabalho, até que surge uma daquelas reuniões familiares. Ela sente-se feliz solteira... mas encarar os interrogatórios de seus pais, da irmã e de todas suas tias casamenteiras durante um fim de semana prolongado é uma ideia desesperadora.
Então, ela pensa numa solução prática: contratar um acompanhante. Parece uma tarefa simples: levar um namorado que deve servir tanto para impressionar a família quanto para afastar pretendentes indesejáveis. Theo é o candidato ideal. Lindo, simpático, atencioso e o principal: depois do fim de semana, ele recebe o pagamento e cada um segue sua vida. Esse era o plano... Só que dividir momentos engraçados e inventar histórias pode ter o efeito oposto...



Todo mundo tem um parente chato que sempre pergunta nas festas de família “E os namoradinhos?”, mas em Melhor que a Encomenda, de uma das autoras que eu conheci há pouco tempo e já amo muto, Lauren Blakely, não tem só um parente chato perturbando a April, tem uma família inteira tentando arrumar namorado para a coitada em toda a oportunidade possível! E agora vai rolar uma reunião de família com direito a jogos e prêmios que ela não vai ter como escapar. A solução então é levar um namorado de mentira, e claro que isso vai dar errado! Vem que eu te conto mais sobre essa comédia romântica no post de hoje.
Depois de uma desilusão amorosa, April está focada na sua carreira de pintora corporal, inclusive, está esperando um convite que pode fazer a sua carreira alavancar de vez, mas a sua família tem outros planos para a filha caçula e desde que ela contou como o ex a machucou, sua mãe, tias, irmãs e primas estão focadas em arrumar um bom pretendente para ela e que more em Wistful, cidade onde os pais dela tem uma pousada e não em Nova Iorque, onde April mora e trabalha. O problema é que a April não quer magoar a família e entende que eles estão arrumando esses encontros porque estão preocupados com ela, então ela decide que o melhor plano é ir com um amigo e apresentar ele como seu namorado.

"Eu sou feliz na condição de solteira, e isso parece causar assombro na minha família. Eles não são tradicionais, nem antiquados... São apenas apegados ao estilo antigo em algumas coisas, e querem que eu seja igual."

O plano seria perfeito se o seu amigo Xavier, que já tinha topado ir com ela, não tivesse recebido um convite de trabalho imperdível. Em Londres! Mas Xavier também tem a solução para o seu imprevisto. Acontece que ele conhece um ator amigo dele que precisa de uma grana extra e aí entra em cena o Theo. Barman, bom ouvinte e boa pessoa, Theo está devendo dinheiro para uma pessoa misteriosa do seu passado e tem feito uns trabalhos de namorado de aluguel, de forma platônica, que fique bem claro, para poder pagar essa dívida, e quando o Xavier avisa que pode pintar esse trabalho com a April, ele se vê bem perto de ter o total para pagar a dívida.

"Estendo a mão para ele. Seu aperto não chega a causar dor, mas a mão é grande, e isso me faz pensar em outras coisas que poderiam ser proporcionais. Se é que você me entende."

Mas isso é um romance e para ser mais exata, uma comédia romântica, ou seja, não precisa ser nenhum gênio para descobrir que vai rolar aquele clima entre o Theo e a April a primeira vista, mas os dois não vão ceder a tentação. Ela porque está focada no trabalho e ele porque não se envolve com as clientes. Porém, quanto mais eles convivem, mais se sentem atraídos e se eles vão ceder a tentação e como isso pode acontecer, só lendo! E já garanto que vocês não vão se arrepender.

"Corações são órgãos tão estúpidos. Por isso eu estou satisfeita com o andamento das coisas: independentemente do que eu estou sentindo, isso não vai importar no final - tudo o que estamos fazendo é fingir, e é exatamente o serviço que eu encomendei."

É bem verdade que eu sou suspeita para falar de qualquer livro da Lauren. Desde que li Big Rock fiquei apaixonada pela forma simples e charmosa que ela escreve. Sem grandes dramas, reviravoltas, é simples, mas cativante, ela te conquista com personagens bem construídos, com um enredo gostoso de acompanhar, com diálogos inteligentes e piadas bem encaixadas que não transformam tudo em um pastelão sem sentido. E todas essas características você encontra em Melhor que a Encomenda, e claro, sem perder uma pitada de erótico aqui ou ali, embora esse livro seja muito mais voltado para o romance do que o sexo. Ele até existe, está bem encaixado (sem trocadilhos) e deixa o livro ainda melhor que a encomenda (com trocadilho). Se você ainda não colocou na sua listinha de compras, pode acrescentar que você não vai se arrepender. Não posso ir sem falar na edição caprichada da Faro, desde a capa até o tipo de folha usada deram um charme a mais à leitura.

Nome: Melhor Que a Encomenda
Autora: Lauren Blakely
ISBN-13: 9788595810846
ISBN-10: 8595810842
Ano: 2019
Páginas: 320
Compre aqui: Amazon 
Classificação:

Sobre a autora: 

LAUREN BLAKELY vive na Califórnia com sua família e teve a inspiração para cada uma de suas histórias enquanto passeava com seus cachorros. É reconhecida pelo seu estilo de romance contemporâneo: quente, romântico e divertido. Com catorze best-sellers, seus títulos aparecem no topo das listas do The New York Times e do USA Today e já venderam mais de 1,5 milhão de exemplares.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

:: Resenha 153 :: “After 3 – Depois do Desencontro”, Anna Todd

O k, vai ter spoiler sim e se reclamar vai ter mais! Brincadeeeeeeiraa!!! =P É que assim, vamos combinar? Resenha do terceiro livro onde acontece coisa pra diabo, não tem como, vai rolar uns spoilerszinhos de leve, então fique avisado, certo? Se quiser seguir, siga, se não quiser, comenta assim mesmo hahahaha. Bom, parece que todo livro dessa mulher termina com uma bomba. O segundo terminou com a Tessa guardando um segredinho básico do Hardin, lembra que eu até comentei na resenha ? Então, além disso, terminou com ela dando de cara com o pai e é assim que este terceiro livro começa. Confesso que antes de começar, ao ler a contracapa que diz... Sinopse: Tessa passa pelo momento mais difícil de sua vida. Enquanto luta para crescer na carreira com a qual sempre sonhou, seu mundo é virado de ponta-cabeça: a inesperada aparição de seu pai e uma traição imperdoável a deixam mais fragilizada do que nunca. Hardin — com seus beijos viciantes, seu toque incendiário e seu ch

:: Resenha 181 :: "After 5 - Depois da Promessa", Anna Todd

Sinopse: Bem quando Hardin acreditava já ter enfrentado todos os fantasmas de seu passado, um terrível segredo sobre seus pais é revelado, despertando os seus piores demônios internos. Tessa sabe que só ela tem o poder de aliviar todos os sentimentos de raiva, traição e confusão que afligem seu amado badboy. Só ela sabe como salvá-lo de seu ciclo autodestrutivo. Mas dessa vez ela não pode. Porque, quando menos espera, sua vida é para sempre alterada por uma tragédia. Hardin e Tessa prometem lutar com todas as suas forças para que o destino não os separe para sempre. Mas o que acontecerá quando suas forças chegarem ao fim? Depois da promessa... qual será o desfecho dessa história? G ente... *pausa dramática*... Eu sobrevivi à série After ... "É isso aí, garota!!!" (Crika e Mari, do Grupo de Apoio After, representadas pelas lindas Meryl Streep e J.Lo)

:: Resenha 168 :: “After 4 – Depois da esperança”, Anna Todd

Sinopse: Depois de tantos obstáculos, Tessa e Hardin estão, enfim, mais maduros como casal. As dificuldades causadas pelo gênio forte dele e pela impulsividade dela ainda existem, mas eles já não conseguem negar o amor que sentem um pelo outro. Mesmo morando em cidades diferentes, estão mais apaixonados do que nunca. Se a química entre os dois já era explosiva antes, agora que eles se entregaram de vez a essa paixão, cada encontro será mais ardente do que o anterior. Mas uma cruel reviravolta do destino trará à tona todos os fantasmas do passado de Hardin. Depois da esperança, haverá forças para enfrentar mais dificuldades? Q uem acompanha as minhas resenhas de After, sabe que eu sofro lendo esses livros, sabe que surto querendo jogar ele na parede ou que eu morro de vontade de entrar no livro pra socar o Hardin. Nesse quarto livro, por incrível que pareça isso foi bem sutil, não que eu não tenha sentido vontade, mas foi bem mais tranquilo e eu confesso, no final eu cheguei