Pular para o conteúdo principal

:: Resenha 539 :: “Borboleta”, Helena Stein

 

Sinopse: Se você pudesse voltar no tempo, o que faria de diferente?

Para Kate O’Connell seria escolher não morrer.
Para Marco Castellari seria matar seu pai quando teve a chance.

No dia em que Marco mudou para uma nova cidade, disposto a recomeçar sua vida, fazer novos amigos não estava em seus planos. E desde que a ruiva da casa ao lado acertou seu nariz com um gancho de lutador, seria impossível ignorá-la.

Amar um rapaz com tantos segredos e um passado obscuro era um risco que Kate estava disposta a correr, mas ter Marco em sua vida tinha um preço alto demais. Ela precisava ser tão letal quanto um tiro. E tão forte quanto o aço.​

O amor era inevitável.
A separação não era uma opção.
Mas o destino testaria suas escolhas.
As coisas sempre poderiam ficar mais interessantes.


Fala aí, pessoal. Eu conheci a escrita impecável e viciante de Helena Stein anos atrás lá no Wattpad. Final do ano passado nós recebemos os primeiros capítulos de Borboleta para primeiras impressões e ali nós já víamos que ele seria daqueles de não conseguir largar.

Só que aí, com a gravidez e com o nascimento do meu filho, eu praticamente dei um tempo nas leituras, estou tentando aos poucos retomar. Não foi difícil escolher o livro, pois eu queria muito ler Borboleta e sabia que ele me prenderia do início ao fim. E não deu outra.

Adoro quando o livro traz pra gente os personagens desde criança, fazendo a gente acompanhar o crescimento deles e todo o envolvimento, indo da amizade para algo mais. Acompanhar também a transformação do primogênito do Don da família mais poderosa da máfia italiana, é algo muito interessante. Marco teve uma infância bem diferente das outras crianças, e quando uma tragédia faz seu mundo desabar, uma bela e intrigante menina de cabelos cor de fogo aparece para mudar completamente a sua vida. E do mesmo jeito que ela é um sopro de vida para esse menino sombrio, ele vai se surpreender com seu jeito ácido e rápido, que bate de frente com ele e não deixa nada passar barato.

E o livro tem de tudo, ação, romance, drama, cenas que te deixam tensa e nervosa, e cenas que te fazem rir e chorar. Os irmãos de Kate, Wade e Samuel, são os melhores personagens secundários da vida, já quero um livro pra cada um, por favor.

Agora é esperar para ler Um Refúgio no Paraíso, sim, pois Borboleta é só a introdução da história mega envolvente de Kate e Marco. Super recomendo!

Título: Borboleta
Série: Paraíso # 0.5
Autora: Helena Stein
ISBN: B0117TSHS85
Ano: 2019
Páginas: 446
Editora: Amazon Kindle
Skoob

Sobre a autora:

Nascida em 1989, Helena Stein é escorpiana, paulista, estudante de psicologia, leitora voraz e uma romântica incurável.

Sua carreira como escritora começou quando se aventurou no universo das fanfics de Harry Potter, mas em determinado momento as asas de sua imaginação ficaram maiores e seus próprios personagens exigiram que fossem compartilhados com o mundo.

Acredita que um romance perfeito tem como receita personagens fortes, tramas intensas e um final feliz. Com uma mente aberta e inspirações constantes, se não está escrevendo, está aproveitando seus momentos de lazer em companhia de seu cachorro, assistindo filmes de terror e tomando uma grande xícara de café.

"Além das Consequências" é seu romance de estreia, escrito em parceria com a autora Andy Collins e lançado pela Editora The Gift Box.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

:: Resenha 181 :: "After 5 - Depois da Promessa", Anna Todd

Sinopse: Bem quando Hardin acreditava já ter enfrentado todos os fantasmas de seu passado, um terrível segredo sobre seus pais é revelado, despertando os seus piores demônios internos. Tessa sabe que só ela tem o poder de aliviar todos os sentimentos de raiva, traição e confusão que afligem seu amado badboy. Só ela sabe como salvá-lo de seu ciclo autodestrutivo. Mas dessa vez ela não pode. Porque, quando menos espera, sua vida é para sempre alterada por uma tragédia. Hardin e Tessa prometem lutar com todas as suas forças para que o destino não os separe para sempre. Mas o que acontecerá quando suas forças chegarem ao fim? Depois da promessa... qual será o desfecho dessa história? G ente... *pausa dramática*... Eu sobrevivi à série After ... "É isso aí, garota!!!" (Crika e Mari, do Grupo de Apoio After, representadas pelas lindas Meryl Streep e J.Lo)

:: Resenha 153 :: “After 3 – Depois do Desencontro”, Anna Todd

O k, vai ter spoiler sim e se reclamar vai ter mais! Brincadeeeeeeiraa!!! =P É que assim, vamos combinar? Resenha do terceiro livro onde acontece coisa pra diabo, não tem como, vai rolar uns spoilerszinhos de leve, então fique avisado, certo? Se quiser seguir, siga, se não quiser, comenta assim mesmo hahahaha. Bom, parece que todo livro dessa mulher termina com uma bomba. O segundo terminou com a Tessa guardando um segredinho básico do Hardin, lembra que eu até comentei na resenha ? Então, além disso, terminou com ela dando de cara com o pai e é assim que este terceiro livro começa. Confesso que antes de começar, ao ler a contracapa que diz... Sinopse: Tessa passa pelo momento mais difícil de sua vida. Enquanto luta para crescer na carreira com a qual sempre sonhou, seu mundo é virado de ponta-cabeça: a inesperada aparição de seu pai e uma traição imperdoável a deixam mais fragilizada do que nunca. Hardin — com seus beijos viciantes, seu toque incendiário e seu ch

:: Resenha 168 :: “After 4 – Depois da esperança”, Anna Todd

Sinopse: Depois de tantos obstáculos, Tessa e Hardin estão, enfim, mais maduros como casal. As dificuldades causadas pelo gênio forte dele e pela impulsividade dela ainda existem, mas eles já não conseguem negar o amor que sentem um pelo outro. Mesmo morando em cidades diferentes, estão mais apaixonados do que nunca. Se a química entre os dois já era explosiva antes, agora que eles se entregaram de vez a essa paixão, cada encontro será mais ardente do que o anterior. Mas uma cruel reviravolta do destino trará à tona todos os fantasmas do passado de Hardin. Depois da esperança, haverá forças para enfrentar mais dificuldades? Q uem acompanha as minhas resenhas de After, sabe que eu sofro lendo esses livros, sabe que surto querendo jogar ele na parede ou que eu morro de vontade de entrar no livro pra socar o Hardin. Nesse quarto livro, por incrível que pareça isso foi bem sutil, não que eu não tenha sentido vontade, mas foi bem mais tranquilo e eu confesso, no final eu cheguei