Pular para o conteúdo principal

Capa Revelada! Perdendo o controle, R.K. Lilley


Então, semana passada essa capa rolou pelas páginas do facebook e eu cheguei a mostrar pra Talita falando: "Mas peraí? Saiu então o livro do Sr. Magnífico aqui no Brasil?" Só que a gente não via nome de editora na capa e ficamos meio perdidas, até que hoje eu vi que o e-book saiu de forma independente e já está à venda na Amazon.

Se você ainda não conhece, confira a sinopse:


Quando a discreta aeromoça Bianca conhece o bilionário James Cavendish, proprietário de uma rede de hotéis, ela perde toda a compostura arduamente conquistada. Para uma garota que podia facilmente equilibrar uma bandeja repleta de taças de champanhe a 35 mil pés de altura sobre saltos altíssimos, ela ficou com as pernas bambas à primeira vista. A imperturbável Bianca não conseguiu evitar aqueles olhos azul-turquesa penetrantes. Eles guardam um desafio, e uma promessa, a que Bianca acha impossível resistir, ela que é uma moça que está acostumada a dizer não e a manter sua palavra. 

Bianca lida, constantemente, com supermodelos e estrelas de cinema enquanto comissária de bordo de primeira classe, mas James Cavendish é superior a todos no quesito beleza. Se fosse apenas pela aparência tão irresistível daquele homem intimidador, Bianca até que poderia ter ignorado os seus galanteios. Mas o que a tocou como nunca foi o poder de atração que James parecia exercer sobre ela desde o momento em que se encontraram, bem como a promessa subentendida de prazer e dor que ela leu nos seus lindos olhos. 

Preciso confessar que no começo do ano eu sucumbi ao... droga! Ao pdf... >___< Sim, eu li os três primeiros livros numa agonia insuportááável porque eu simplesmente odeio as traduções dos pdfs, por isso e por não achar certo com os autores e editoras, eu detesto pdf! Maasss, de tanto falarem eu acabei lendo e só continuei porque né... que Bianca nesse mundo consegue parar de ler James falando aquelas coisas pra Bianca? Dá não, gente! Só que era de-ses-pe-ra-dor!!! Era duro pra tudo que é lado, tudo era duro! Tipo: 

Ele segurou as duas mãos no meu cabelo, me guiando mais duro.

Nós nos despedimos ainda um pouco duros, e finalmente...

...suas palavras difíceis, seu tom duro...

Ele empurrou meu rosto duro em seu peito úmido... (Cara de pau a menina, coitada.)

Segurei firme no seu cabelo duro... (James tem cabelo duro agora!)

Ele bateu na minha bunda dura. (Humm metida, sarada!)

- ele estava chorando duro... (Como é isso?)

Image and video hosting by TinyPic

Ahhh!!! Também tinha os crus e os cruas:

Ele se puxou para fora (esse se puxou fora já doeu) de mim e eu engasguei com a sensação crua.
Eu engasguei (só engasga essa mulher) com a sensação crua que causou nos meus mamilos ainda doloridos. (Pelo menos os mamilos não estavam duros aqui!)

Danika era tão flagrante e crua... (Whaaaaaat?)

... aquela coisa crua que havia se tornado meus sentimentos por ele. (Mas hein?)

Quando os abriu novamente, havia um alívio tão cru ali, que me fez tremer. (Talvez ela prefira bem passado!)

Eu acho que quem traduz não sabe o significado de sinônimo. Sabe palavras com o mesmo sentido ou pelo menos muito parecidos?? Tipo pedra e rocha, bonito e belo, fácil e simples... duro e firme ou duro e forte!!!! Jesus!!!!

Bom, fora isso, bem que podia sair o livro físico! *_*

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

:: Resenha 153 :: “After 3 – Depois do Desencontro”, Anna Todd

O k, vai ter spoiler sim e se reclamar vai ter mais! Brincadeeeeeeiraa!!! =P É que assim, vamos combinar? Resenha do terceiro livro onde acontece coisa pra diabo, não tem como, vai rolar uns spoilerszinhos de leve, então fique avisado, certo? Se quiser seguir, siga, se não quiser, comenta assim mesmo hahahaha. Bom, parece que todo livro dessa mulher termina com uma bomba. O segundo terminou com a Tessa guardando um segredinho básico do Hardin, lembra que eu até comentei na resenha ? Então, além disso, terminou com ela dando de cara com o pai e é assim que este terceiro livro começa. Confesso que antes de começar, ao ler a contracapa que diz... Sinopse: Tessa passa pelo momento mais difícil de sua vida. Enquanto luta para crescer na carreira com a qual sempre sonhou, seu mundo é virado de ponta-cabeça: a inesperada aparição de seu pai e uma traição imperdoável a deixam mais fragilizada do que nunca. Hardin — com seus beijos viciantes, seu toque incendiário e seu ch

:: Resenha 181 :: "After 5 - Depois da Promessa", Anna Todd

Sinopse: Bem quando Hardin acreditava já ter enfrentado todos os fantasmas de seu passado, um terrível segredo sobre seus pais é revelado, despertando os seus piores demônios internos. Tessa sabe que só ela tem o poder de aliviar todos os sentimentos de raiva, traição e confusão que afligem seu amado badboy. Só ela sabe como salvá-lo de seu ciclo autodestrutivo. Mas dessa vez ela não pode. Porque, quando menos espera, sua vida é para sempre alterada por uma tragédia. Hardin e Tessa prometem lutar com todas as suas forças para que o destino não os separe para sempre. Mas o que acontecerá quando suas forças chegarem ao fim? Depois da promessa... qual será o desfecho dessa história? G ente... *pausa dramática*... Eu sobrevivi à série After ... "É isso aí, garota!!!" (Crika e Mari, do Grupo de Apoio After, representadas pelas lindas Meryl Streep e J.Lo)

:: Resenha 168 :: “After 4 – Depois da esperança”, Anna Todd

Sinopse: Depois de tantos obstáculos, Tessa e Hardin estão, enfim, mais maduros como casal. As dificuldades causadas pelo gênio forte dele e pela impulsividade dela ainda existem, mas eles já não conseguem negar o amor que sentem um pelo outro. Mesmo morando em cidades diferentes, estão mais apaixonados do que nunca. Se a química entre os dois já era explosiva antes, agora que eles se entregaram de vez a essa paixão, cada encontro será mais ardente do que o anterior. Mas uma cruel reviravolta do destino trará à tona todos os fantasmas do passado de Hardin. Depois da esperança, haverá forças para enfrentar mais dificuldades? Q uem acompanha as minhas resenhas de After, sabe que eu sofro lendo esses livros, sabe que surto querendo jogar ele na parede ou que eu morro de vontade de entrar no livro pra socar o Hardin. Nesse quarto livro, por incrível que pareça isso foi bem sutil, não que eu não tenha sentido vontade, mas foi bem mais tranquilo e eu confesso, no final eu cheguei