Pular para o conteúdo principal

:: Resenha 222:: "O Mais Desejado dos Highlanders", Maya Banks

Sinopse: Genevieve McInnis está presa no castelo McHugh, no cativeiro de um líder cruel que tem grande prazer em mantê-la distante de qualquer outro homem. Mas, quando Bowen Montgomery invade os portões em uma missão de guerra, Genevieve redescobre a vontade de viver. A sensualidade robusta de Bowen atiça nela uma sensação profunda que anseia por ser prolongada mediante carícias pacientes e gentis. Algo quente, louco e tentador. Bowen toma conta do castelo de seu inimigo, despreparado para a misteriosa e reclusa mulher que captura seu coração. Ele está encantado com sua determinação feroz, sua beleza incomum e sua força silenciosa e infalível. Contudo, para cortejá-la, será necessário mais do que a habilidade de um sedutor experiente. Ele descobre que amar Genevieve significa devolver a liberdade que lhe foi roubada, mesmo isso que signifique perdê-la para sempre.

Olá, pessoal! Tudo bom?
Hoje venho contar um pouquinho sobre o segundo livro da série Montgomery e Armstrong, da Maya Banks, lançado aqui pela nossa parceira Universo dos Livros; estou falando de O Mais Desejado Dos Highlanders.
Se o primeiro livro, Seduzida por um Guerreiro Escocês, foi maravilhoso, este segundo seguiu a mesma linha, sendo impecável também.


Nele nós vamos conhecer mais de Bowen Montgomery, o irmão de Graeme, o Laird do clã Montgomery que conhecemos no primeiro livro. Se você não leu o primeiro livro, é bem capaz de rolar umas informaçõezinhas aqui nesta resenha, mas prometo não contar spoilers. Então, no primeiro livro vimos que Montgomery e Armstrong, clãs rivais, acabam se unindo por algo que acontece, e claro, eu não vou contar. Daí, neste segundo livro nós vemos os dois clãs unidos, invadindo as terras dos McHugh, aquele lá onde Eveline... enfim, quem leu sabe o que aconteceu.

A história – apesar de focar em outro casal, segue exatamente do ponto onde a do primeiro livro parou. Vamos acompanhar Montgomery e Armstrong se vingando de Ian e Patrick McHugh pelo o que eles fizeram lá no primeiro livro e digo pra vocês que não foi nada fácil para Bowen, Brodie e Teague.

Não foi nada fácil, pois Patrick foi um péssimo Laird para o clã McHugh. Ele não sabia liderar o seu povo, que era fraco em todos os sentidos. Tanto que quando os Montgomery e os Armstrong chegam nas terras dos McHugh, há uma criança brandindo uma bandeira branca em vez dos guerreiros do clã defendendo suas terras.

É nesse momento que Genevieve McInnis aparece, ela que já havia aparecido beeeeem rapidamente no livro anterior. Genevieve era uma linda mulher, feliz e filha única dos McInnis, e que fora brutalmente tratada e trancafiada por Ian McHugh após ele sequestra-la e matar toda a sua comitiva quando ela estava prestes a se casar. Para sua família, após este ataque, ela estava morta. Mal sabiam eles que Ian tinha a raptado e transformado ela em sua prostituta. Genevieve sofreu abusos durante um ano e ainda teve seu rosto cortado por Ian, deixando uma terrível cicatriz em um lado de seu rosto.

O que eu achei muito bacana nos dois livros, é que Maya cria uma narrativa muito leve e instigante ao mesmo tempo, que nos prende e encanta. Ela também cria personagens carregadas de dor, mas que são fortes e guerreiras, mesmo com seus problemas ou deficiências. E tanto Eveline no primeiro livro, quanto Genevieve neste segundo, sofrem horrores com a hostilidade das pessoas que não são de seus respectivos clãs. Eveline Armstrong foi duramente tratada e recebida pelos Montgomery, assim como Genevieve McInnis era cruelmente tratada pelos McHugh. O interessante, é ver que os homens criados por Maya são muito mais tolerantes, inteligentes e humanos. Excelentes líderes, tirando, claro, Patrick e Ian.

O bacana dessa série é justamente a mensagem que Maya passa através das atitudes de Graeme e agora de Bowen, eles são homens justos e que se colocam no lugar do próximo. Em determinados momentos a gente via os dois colocando a irmã deles, Rorie, no lugar tanto de Eveline, quanto de Genevieve. Nenhum deles gostaria de ver a irmã passando por tais coisas e isso era um ponto positivo, eles não queriam que nenhuma outra pessoa passasse também. Diferente do povo do clã que ao se sentir ameaçado de alguma forma por elas, as atacavam.

O Mais Desejados dos Highlanders então, gira em torno da vingança contra os McHugh e o que será daquele clã tão mal estruturado após a perda de seus dois “lideres”. Na luta de Genevieve em conquistar a sua tão desejada liberdade e no romance que surge entre ela e Bowen. Mesmo sendo um romance histórico (ou seria de época? rs), são pouquíssimas as cenas eróticas, o que eu gostei muito, porque tem muito mais ação, drama e conflito.

Para o próximo livro, o terceiro, eu já tenho o meu palpite de qual será o casal protagonista, mas vou aguardar, porque né... vai que eu erro hahaha. Mas quero muito ver um Armstrong quebrando as pernas por uma mulher rsrsrs. Quero ver se eles são mais inteligentes e justos assim como os Montgomery rsrs. Tenho pra mim que Brodie irá me conquistar assim como Graeme e Bowen me conquistaram.

Leiam essa série, gente, é uma leitura muito interessante e gostosa. E se você acha que será uma leitura difícil por ser de época, esqueça isso. A escrita da Maya é super leve, fácil e com sua belíssima descrição, ela faz a gente viajar lá para o tempo dos highlanders na Escócia.

"Era um renascimento na história de ambos os clãs Montgomery e Armstrong. Um renascimento possibilitado pelo casamento de Graeme e Eveline, um casamento que uma vez foi visto como hostilidade e ressentimento em ambos os lados.
Nunca antes dos clãs haviam trabalhado juntos, nem mesmo tolerado a presença um do outro. Ainda assim, agora estavam aliados com o objetivo comum de eliminar a ameaça a ambos os clãs."

"(...) Não posso ser egoísta e levá-la embora comigo e mantê-la apenas para mim mesmo. Suas escolhas já têm sido negadas por muito tempo. Como posso ser outra força em sua vida que faz o mesmo? Eu a quero. Deus, como a quero. Eu a amo. Mas quero que ela seja feliz mais do que eu quero ser feliz. E não posso suportar a ideia de que haveria sempre a tristeza em seus olhos se a levasse para o castelo Montgomery e perpetuasse esse mito de que ela não é ninguém. De que ela não é importante."

Se você ficou curiosa(o) pra saber se Genevieve conseguiu sua liberdade e como termina o seu romance com Bowen, garanta já o seu O Mais Desejado dos Highlanders.

Universo dos Livros, obrigada pela linda cortesia.

Beijos!



Título: O Mais Desejado dos Highlanders
Título Original: Never Love a Highlander
Série: Montgomery e Armstrong #2
Autora: Maya Banks
ISBN: B01LYL5TTH
Ano: 2016
Páginas: 400
Compre aqui: Amazon, Saraiva
Classificação:


Sobre a autora:


Maya Banks é autora best-seller do The New York Times e USA Today com mais de setenta livros publicados. No Brasil, suas séries Breathless e Surrender conquistaram milhões de fãs e agora a Universo dos Livros traz a incrível história das família Montgomery e Armstrong.

Comentários

  1. Amei a resenha deu vontade de largar todos os outros livros pra ler esse!!!

    ResponderExcluir
  2. Amei a resenha deu vontade de largar todos os outros livros pra ler esse!!!

    ResponderExcluir
  3. Oie
    Sou fã da Maya Banks e leio tudo que é livro que ela publica, mas em especial os de época/históricos.
    Estou louca para ler esse. Estou esperando o meu chegar.
    Aí, Escócia, Highlanders. ..e cheio de ação. Quero já.
    Sem contar que as personagens do livro, como vc mesma menciona, são fortes, guerreiras.
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Escoceses? Histórico? Epa! Falou no ouvido que eu escuto muito bem! Indo atrás da série JÁ! Obrigada pela dica!!!

    ResponderExcluir
  5. Nunca li nada dessa autora, mas fiquei com muita vontade de conhecer os livros dela. Obrigado pela dica, amei seu blog.

    ResponderExcluir
  6. Oi Bianca!
    Hot infelizmente não é comigo. Por mais que sua resenha seja positiva, pessoalmente não pretendo ler os livros dessa autora ou esse em espécifico porque o gênero não me atrai. Já tentei e a leitura não fluiu :(

    Abraços
    David
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Olá,
    Desconhecia a obra, mas de cara fiquei bem curiosa e tentada a procurar o primeiro volume para iniciar a leitura.
    A premissa é bem interessante e o que mais gostei é o fato de você citar as atitudes justas de dois dos personagens e quero saber exatamente em que ponto podemos ver isso nitidamente.
    Ainda não li nada da Maya, mas já ouvi comentários muito positivos sobre sua escrita.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oiii!!

    Eu não li esse livro é fiquei mega animada com esse lançamento! A universo acertou em cheio nesse kit né?sou uma viciada no gênero e lógico que vou amar conhecer a escrita da autora e um pouco mais do livro.
    Acho que o mais interessante é saber que podemos conhecer mais dos locais quando o autor sabe ser descritivo❤

    A resenha está ótima!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  9. Acho as capas lindas dessa série.
    Estou louca para ler, até pq adoro livros de época.
    Espero poder fazer a leitura e me encantar também em breve.

    Raissa Nantes

    ResponderExcluir
  10. Amo a autora. Ela foi uma grata surpresa para mim. Ela tem uma escrita rápida com um toque de ação, misturado com um romance bem feminino, ou seja, os livros da autora tem todos os ingredientes de um romance bem florzinha. Esse, porém, ainda não li, mas quero ler muito em breve. Beijos

    ResponderExcluir
  11. Oi!
    Não sabia que esse livro é a continuação de Seduzida por um Guerreiro Escocês, que eu já tinha vontade de ler, e fiquei surpresa com essa descoberta. Adoro livros de época e a autora parece ter conseguido inovar a forma como o gênero é ambientado, ao menos para mim já que praticamente todos os livros do gênero que já li se passavam em Londres ou nas redondezas e isso me deixa muito curiosa e animada por essa leitura. Uma coisa que eu gosto muito é quando os autores criam bons personagens e pela sua resenha Maya é craque nisso, tanto em personagens femininos quanto nos masculinos: todos parecem ter uma personalidade muito bem definida e cativante, agregando ainda mais à trama.
    Adorei a sua resenha.
    Beijos!
    Por Livros Incríveis

    ResponderExcluir
  12. Olá. Esse livro eu ainda não conhecia, mas fiquei bem interessada nele. Tenho alguns livros da autora em casa, mas não li ainda. Vou adicionar a lista de desejados do Skoob e ler depois.

    ResponderExcluir
  13. Ooi! Que legal a sua resenha :) eu conheço pouco da autora e quero muito ler seus livros para conhecer a escrita dela, que vejo que parece ser bem boa.
    Parabéns pela resenha!
    Beeijos

    ResponderExcluir
  14. Só a capa já me conquistou!!!! <3
    É uma trilogia ou será uma serie? Já vou perguntar, porquê quando é série eu assumo que desanimo, principalmente se passa de 10 livros. kkkkkkkkkkk É muita coragem para ler daí.
    Mas pela a sua resenha fiquei bastante curiosa para conhecer essas duas família. Amo livros de época e principalmente quando capa livro conta a história de um casal diferente, acho isso fantástico. <3 Um amoooo!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

:: Resenha 181 :: "After 5 - Depois da Promessa", Anna Todd

Sinopse: Bem quando Hardin acreditava já ter enfrentado todos os fantasmas de seu passado, um terrível segredo sobre seus pais é revelado, despertando os seus piores demônios internos. Tessa sabe que só ela tem o poder de aliviar todos os sentimentos de raiva, traição e confusão que afligem seu amado badboy. Só ela sabe como salvá-lo de seu ciclo autodestrutivo. Mas dessa vez ela não pode. Porque, quando menos espera, sua vida é para sempre alterada por uma tragédia. Hardin e Tessa prometem lutar com todas as suas forças para que o destino não os separe para sempre. Mas o que acontecerá quando suas forças chegarem ao fim? Depois da promessa... qual será o desfecho dessa história? G ente... *pausa dramática*... Eu sobrevivi à série After ... "É isso aí, garota!!!" (Crika e Mari, do Grupo de Apoio After, representadas pelas lindas Meryl Streep e J.Lo)

:: Resenha 153 :: “After 3 – Depois do Desencontro”, Anna Todd

O k, vai ter spoiler sim e se reclamar vai ter mais! Brincadeeeeeeiraa!!! =P É que assim, vamos combinar? Resenha do terceiro livro onde acontece coisa pra diabo, não tem como, vai rolar uns spoilerszinhos de leve, então fique avisado, certo? Se quiser seguir, siga, se não quiser, comenta assim mesmo hahahaha. Bom, parece que todo livro dessa mulher termina com uma bomba. O segundo terminou com a Tessa guardando um segredinho básico do Hardin, lembra que eu até comentei na resenha ? Então, além disso, terminou com ela dando de cara com o pai e é assim que este terceiro livro começa. Confesso que antes de começar, ao ler a contracapa que diz... Sinopse: Tessa passa pelo momento mais difícil de sua vida. Enquanto luta para crescer na carreira com a qual sempre sonhou, seu mundo é virado de ponta-cabeça: a inesperada aparição de seu pai e uma traição imperdoável a deixam mais fragilizada do que nunca. Hardin — com seus beijos viciantes, seu toque incendiário e seu ch

:: Resenha 168 :: “After 4 – Depois da esperança”, Anna Todd

Sinopse: Depois de tantos obstáculos, Tessa e Hardin estão, enfim, mais maduros como casal. As dificuldades causadas pelo gênio forte dele e pela impulsividade dela ainda existem, mas eles já não conseguem negar o amor que sentem um pelo outro. Mesmo morando em cidades diferentes, estão mais apaixonados do que nunca. Se a química entre os dois já era explosiva antes, agora que eles se entregaram de vez a essa paixão, cada encontro será mais ardente do que o anterior. Mas uma cruel reviravolta do destino trará à tona todos os fantasmas do passado de Hardin. Depois da esperança, haverá forças para enfrentar mais dificuldades? Q uem acompanha as minhas resenhas de After, sabe que eu sofro lendo esses livros, sabe que surto querendo jogar ele na parede ou que eu morro de vontade de entrar no livro pra socar o Hardin. Nesse quarto livro, por incrível que pareça isso foi bem sutil, não que eu não tenha sentido vontade, mas foi bem mais tranquilo e eu confesso, no final eu cheguei