Pular para o conteúdo principal

Impressões :: “A Busca”, Sean McDowell e Bob Hostetler



Sinopse: Um único telefonema lançou a jovem Emma Seeger, de 23 anos, em uma longa jornada que se tornou mais perigosa e cheia de consequências do que ela poderia imaginar.
Sua madrasta, Katya, a mulher que evangelizou seu pai, casou-se com ele, e o levou para Israel, liga para informar que Daniel foi sequestrado. Após os recentes esforços para encontrá-lo fracassarem, Emma embarca numa busca repleta de aventura, frustração e perigo em companhia de sua madrasta, cuja fé lhe causa repulsa e ao mesmo tempo intriga.
Suas incompatíveis personalidades e convicções podem pôr em risco o sucesso do seu objetivo em comum: encontrar Daniel e trazê- -lo em segurança para casa.
Como, mesmo com Daniel desaparecido, Katya continua lendo a Bíblia? Existe veracidade nos fatos narrados pela Bíblia? Katya mostra onde aconteceram diversas situações narradas na Bíblia, apontando para Emma o quão fiel a Palavra de Deus é.
Com aventura e emoção do início ao fim, enredo envolvente, e relatos jornalísticos sobre acontecimentos. O livro é indicado tanto para cristãos antigos na fé, como novos convertidos e não cristãos.




Olá, pessoal. Hoje eu finalmente termino as minhas impressões dos livros da BvBooks, aqueles todos lá que recebemos no 1º Evento da Aliança de Blogueiros do RJ.

Então, vamos falar um pouquinho do livro A Busca. Nele nós vamos conhecer a Emma, uma jovem que está bem chateada desde que seu pai arrumou uma mulher e por conta dela, mudou completamente a sua vida. Ele virou cristão e ainda foi morar em Israel com a nova mulher.

Emma, que havia perdido a mãe, se sentia sozinha e trocada. Até que a nova mulher de seu pai começou a ligar para ela insistentemente, e quando ela finalmente atende, ela fica sabendo que seu pai desapareceu. Desesperada com sumiço do pai, ela, que não acreditava em Deus, passa a pensar que talvez seja hora de rever isso, então ela ora pelo pai e decide ir para Israel.

Chegando lá ela fica a par de tudo o que está acontecendo, de tudo o que estão fazendo para encontrar o seu pai e sua madrasta conta que há uma agência de segurança que procura pessoas desaparecidas em Israel, mas elas nem imaginam o quão isso pode ser perigoso.

Ao longo do livro é notável o crescimento da fé de Emma, e sua madrasta, que no começo ela tinha raiva, acaba sendo de grande ajuda nessa evolução, explicando a ela diversas coisas do cristianismo. O bacana desse livro é que os autores descreveram muito bem Israel, citando lugares, fazendo o leitor passear por esse país tão conflitante.

Fica a dica então para quem é cristão, este livro é um prato cheio para você, e para quem quer conhecer mais sobre o cristianismo e também para quem tem vontade de conhecer Israel.

Título: A Busca
Autores: Sean McDowell e Bob Hostetler
ISBN-13: 9788581580791
ISBN-10: 8581580793
Ano: 2015
Páginas: 328
Editora: bvbooks
Compre aqui: Submarino

Comentários

  1. Olá Bia!!!
    Assunto real da atualidade, mas com história cristã...Interessante!!!
    Vou indicar pros amigos q curtem e pra quem quiser experimentar novos generos ;-)
    Bjs :-*

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

:: Resenha 181 :: "After 5 - Depois da Promessa", Anna Todd

Sinopse: Bem quando Hardin acreditava já ter enfrentado todos os fantasmas de seu passado, um terrível segredo sobre seus pais é revelado, despertando os seus piores demônios internos. Tessa sabe que só ela tem o poder de aliviar todos os sentimentos de raiva, traição e confusão que afligem seu amado badboy. Só ela sabe como salvá-lo de seu ciclo autodestrutivo. Mas dessa vez ela não pode. Porque, quando menos espera, sua vida é para sempre alterada por uma tragédia. Hardin e Tessa prometem lutar com todas as suas forças para que o destino não os separe para sempre. Mas o que acontecerá quando suas forças chegarem ao fim? Depois da promessa... qual será o desfecho dessa história? G ente... *pausa dramática*... Eu sobrevivi à série After ... "É isso aí, garota!!!" (Crika e Mari, do Grupo de Apoio After, representadas pelas lindas Meryl Streep e J.Lo)

:: Resenha 153 :: “After 3 – Depois do Desencontro”, Anna Todd

O k, vai ter spoiler sim e se reclamar vai ter mais! Brincadeeeeeeiraa!!! =P É que assim, vamos combinar? Resenha do terceiro livro onde acontece coisa pra diabo, não tem como, vai rolar uns spoilerszinhos de leve, então fique avisado, certo? Se quiser seguir, siga, se não quiser, comenta assim mesmo hahahaha. Bom, parece que todo livro dessa mulher termina com uma bomba. O segundo terminou com a Tessa guardando um segredinho básico do Hardin, lembra que eu até comentei na resenha ? Então, além disso, terminou com ela dando de cara com o pai e é assim que este terceiro livro começa. Confesso que antes de começar, ao ler a contracapa que diz... Sinopse: Tessa passa pelo momento mais difícil de sua vida. Enquanto luta para crescer na carreira com a qual sempre sonhou, seu mundo é virado de ponta-cabeça: a inesperada aparição de seu pai e uma traição imperdoável a deixam mais fragilizada do que nunca. Hardin — com seus beijos viciantes, seu toque incendiário e seu ch

:: Resenha 168 :: “After 4 – Depois da esperança”, Anna Todd

Sinopse: Depois de tantos obstáculos, Tessa e Hardin estão, enfim, mais maduros como casal. As dificuldades causadas pelo gênio forte dele e pela impulsividade dela ainda existem, mas eles já não conseguem negar o amor que sentem um pelo outro. Mesmo morando em cidades diferentes, estão mais apaixonados do que nunca. Se a química entre os dois já era explosiva antes, agora que eles se entregaram de vez a essa paixão, cada encontro será mais ardente do que o anterior. Mas uma cruel reviravolta do destino trará à tona todos os fantasmas do passado de Hardin. Depois da esperança, haverá forças para enfrentar mais dificuldades? Q uem acompanha as minhas resenhas de After, sabe que eu sofro lendo esses livros, sabe que surto querendo jogar ele na parede ou que eu morro de vontade de entrar no livro pra socar o Hardin. Nesse quarto livro, por incrível que pareça isso foi bem sutil, não que eu não tenha sentido vontade, mas foi bem mais tranquilo e eu confesso, no final eu cheguei