Pular para o conteúdo principal

:: Resenha 341 :: "Origem", Dan Brown


Sinopse: De onde viemos? Para onde vamos?
Robert Langdon, o famoso professor de Simbologia de Harvard, chega ao ultramoderno Museu Guggenheim de Bilbao para assistir a uma apresentação sobre uma grande descoberta que promete "mudar para sempre o papel da ciência".
O anfitrião da noite é o futurólogo bilionário Edmond Kirsch, de 40 anos, que se tornou conhecido mundialmente por suas previsões audaciosas e invenções de alta tecnologia. Um dos primeiros alunos de Langdon em Harvard, há 20 anos, agora ele está prestes a revelar uma incrível revolução no conhecimento... algo que vai responder a duas perguntas fundamentais da existência humana.
Os convidados ficam hipnotizados pela apresentação, mas Langdon logo percebe que ela será muito mais controversa do que poderia imaginar. De repente, a noite meticulosamente orquestrada se transforma em um caos, e a preciosa descoberta de Kirsch corre o risco de ser perdida para sempre.
Diante de uma ameaça iminente, Langdon tenta uma fuga desesperada de Bilbao ao lado de Ambra Vidal, a elegante diretora do museu que trabalhou na montagem do evento. Juntos seguem para Barcelona à procura de uma senha que ajudará a desvendar o segredo de Edmond Kirsch.
Em meio a fatos históricos ocultos e extremismo religioso, Robert e Ambra precisam escapar de um inimigo atormentado cujo poder de saber tudo parece emanar do Palácio Real da Espanha. Alguém que não hesitará diante de nada para silenciar o futurólogo.
Numa jornada marcada por obras de arte moderna e símbolos enigmáticos, os dois encontram pistas que vão deixá-los cara a cara com a chocante revelação de Kirsch... e com a verdade espantosa que ignoramos durante tanto tempo.

Fala aí, galerinha. Tudo beleza? Hoje a resenha é desse super livro, desse super autor. Estou falando do novo lançamento de Dan Brown, Origem, que eu recebi da editora Arqueiro. Origem é o quinto livro do meu querido professor Robert Langdon, que mais uma vez tem uma baita missão que vai nos prender a cada página.

Sim, deu pra perceber que eu adoro o Dan, assim como eu adoro o Robert (sentiu a intimidade?). Esse novo livro é tão maravilhoso - na minha opinião -, que rolou até uma depressãozinha quando ele terminou. Fiquei carente, querendo um abraço do Robert.

Novamente mesclando religião e arte, Dan volta a dar aquela cutucadinha na igreja católica. Neste livro, na verdade, nós vamos ver diversas religiões, porque a trama aqui é voltada naquela velha discussão “Religião x Ciência” e aquelas duas clássicas questões desde que o mundo é mundo: De onde viemos? Para onde vamos?

Cortesia editora Arqueiro

“Hoje em dia Edmond Kirsch era um pensador independente, de fama mundial: cientista de computadores, futurólogo, inventor e empreendedor bilionário. Aos 40 anos, era pai de uma variedade espantosa de tecnologias avançadas que representavam saltos importantes em campos diversos como robótica, ciências do cérebro, inteligência artificial e nanotecnologia. E as previsões acuradas sobre futuros progressos científicos haviam criado uma aura mística ao seu redor.”

Então, este é Kirsch, um ex aluno e grande amigo de Robert. Ele acaba de descobrir a resposta para aquelas duas clássicas perguntas e para revelar isso ao mundo, ele bola uma mega apresentação, que acontece no museu Guggenheim de Bilbao, na Espanha. É uma apresentação fechada a alguns convidados, incluindo obviamente o Robert, mas que está sendo transmitida ao vivo para o mundo todo, alcançando milhares de pessoas.

Antes do evento começar, Kirsch e Langdon se encontram. Kirsch não revela sua descoberta para Langdon, diz somente que descobriu como responder aquelas duas perguntas e informa que tudo isso pode chocar o mundo e gerar muita confusão no meio religioso. Revela também que recebeu uma ligação um tanto ameaçadora do Bispo Valespino e que estava preocupado com toda a repercussão. Se Robert ficou curioso, imagina a gente? rsrs 

[Atenção, possível spoiler neste parágrafo!] A apresentação começa, Kirsch usa até uma antiga palestra de Robert pra introduzir a apresentação da sua descoberta. E quando a gente acha que vai finalmente ficar sabendo… Kirsch é assassinado. Sim, no meio do evento ele leva um tiro.

E mais uma vez, quando você acha que vai ficar sabendo da tal descoberta... fica nããããoooo! Agora é que o bagulho fica doido e a missão começa. Agora sobrou pra Langdon, com ajuda da bela curadora do museu, Ambra Vidal - que vinha ajudando Edmond na organização do evento -, a ir atrás das coisas de Kirsch para revelar ao mundo o que foi que ele descobriu. Se torna uma questão de honra para Langdon, fazer isso pelo ex aluno e amigo.

Lógico que não vai ser fácil, quem leu Dan sabe muito bem que ele adora dificultar as coisas, ao mesmo tempo em que vai dando uma pista aqui e ali. Langdon e Ambra terão que correr contra o tempo para descobrir uma senha com nada mais, nada menos que 47 caracteres, ao mesmo tempo que fogem de toda uma galera misteriosa que quer porque quer impedir a revelação de Kirsch.

Mesmo trazendo um enredo novo, como eu falei anteriormente, Dan mistura como nos livros anteriores, a religião e as artes, só que neste livro ele foca mais na arte moderna e contemporânea. E segue também aquele mesmo padrão de seus livros anteriores. De pista em pista, cheio de referências, ele instiga o leitor a comer as páginas. Eu, mais uma vez me vi com inúmeras abas do meu navegador aberto, porque tudo eu gosto de pesquisar pra ver como é tal lugar, pra ver tal conceito e teoria. Acho o Dan fantástico porque além de trazer uma história fictícia sensacional, ele traz muita riqueza cultural para o leitor.

Origem abre um leque imenso a ser discutido: de onde nós viemos, para onde nós vamos, religião, a tecnologia cada vez mais avançada e como nós estamos dependentes dela. Ah, falando em tecnologia, eu não posso deixar de falar de Winston. Wintson é uma inteligência artificial criada por Kirsch que vai te surpreender muito! É incrível como ele interage como se fosse um humano, pensando como um humano, respondendo como um humano. Sério, eu achei sensacional demais! Guardem esse nome!

Eu poderia contar muito mais sobre o livro, mas soltaria vários spoilers e a resenha ficaria imensa. Vou encerrar dizendo que Origem subiu para o topo, se tornando o meu livro favorito do Dan. O final… gente, as revelações do final desse livro te deixam de queixo caído, pelo menos eu fiquei de queixo caído a cada revelação. 

Leiam! Recomendadíssimo!

"Só existe um modo de triunfar sobre a morte: tornando nossa vida uma obra-prima. Devemos aproveitar cada oportunidade de demonstrar gentileza e amar plenamente. (...) Quando a vida estiver escura, deixe seu coração mostrar o caminho."

“Valdespino ficara profundamente preocupado com os danos que a mensagem de Kirsch causaria às pobres almas que não desfrutavam da riqueza e dos privilégios do futurólogo - pessoas que lutavam diariamente só para comer ou das de comer aos filhos e que precisavam de um pouquinho da esperança divina para sair da cama todo dia e encarar a vida difícil.”

"- Estamos num momento singular da história. Um tempo em que o mundo parece ter virado de cabeça para baixo, e nada é exatamente como imaginávamos. Mas a incerteza é sempre a percursora da mudança radical; a transformação é sempre precedida pela revolta e pelo medo. Peço que tenham fé na capacidade humana para a criatividade e o amor, porque essas duas forças, quando combinadas, têm o poder de iluminar as trevas."

“Que nossas filosofias sigam no mesmo passo das nossas tecnologias. Que nossa compaixão siga no mesmo passo dos nossos poderes. E que o amor, e não o medo, seja o motor da mudança.”
Cortesia editora Arqueiro


Título: Origem
Autor: Dan Brown
ISBN-13: 9788580417661
ISBN-10: 858041766X
Ano: 2017
Páginas: 432
Editora: Arqueiro
Compre aqui: Amazon, Submarino
Classificação:


Sobre o autor:


Dan Brown é o autor de suspense mais popular da atualidade, com mais de 200 milhões de livros vendidos. Seu mega-seller O Código Da Vinci já ultrapassou a marca de 80 milhões de exemplares em todo o mundo. Ele também escreveu Inferno, O Símbolo Perdido, Anjos e Demônios, Fortaleza Digital e Ponto de Impacto.

Comentários

  1. Amei,amei esse livro. Como todos os outros de Dan Brown. Apaixonada por Robert.
    Livro sensacional.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

:: Resenha 153 :: “After 3 – Depois do Desencontro”, Anna Todd

O k, vai ter spoiler sim e se reclamar vai ter mais! Brincadeeeeeeiraa!!! =P É que assim, vamos combinar? Resenha do terceiro livro onde acontece coisa pra diabo, não tem como, vai rolar uns spoilerszinhos de leve, então fique avisado, certo? Se quiser seguir, siga, se não quiser, comenta assim mesmo hahahaha. Bom, parece que todo livro dessa mulher termina com uma bomba. O segundo terminou com a Tessa guardando um segredinho básico do Hardin, lembra que eu até comentei na resenha ? Então, além disso, terminou com ela dando de cara com o pai e é assim que este terceiro livro começa. Confesso que antes de começar, ao ler a contracapa que diz... Sinopse: Tessa passa pelo momento mais difícil de sua vida. Enquanto luta para crescer na carreira com a qual sempre sonhou, seu mundo é virado de ponta-cabeça: a inesperada aparição de seu pai e uma traição imperdoável a deixam mais fragilizada do que nunca. Hardin — com seus beijos viciantes, seu toque incendiário e seu ch

:: Resenha 181 :: "After 5 - Depois da Promessa", Anna Todd

Sinopse: Bem quando Hardin acreditava já ter enfrentado todos os fantasmas de seu passado, um terrível segredo sobre seus pais é revelado, despertando os seus piores demônios internos. Tessa sabe que só ela tem o poder de aliviar todos os sentimentos de raiva, traição e confusão que afligem seu amado badboy. Só ela sabe como salvá-lo de seu ciclo autodestrutivo. Mas dessa vez ela não pode. Porque, quando menos espera, sua vida é para sempre alterada por uma tragédia. Hardin e Tessa prometem lutar com todas as suas forças para que o destino não os separe para sempre. Mas o que acontecerá quando suas forças chegarem ao fim? Depois da promessa... qual será o desfecho dessa história? G ente... *pausa dramática*... Eu sobrevivi à série After ... "É isso aí, garota!!!" (Crika e Mari, do Grupo de Apoio After, representadas pelas lindas Meryl Streep e J.Lo)

:: Resenha 168 :: “After 4 – Depois da esperança”, Anna Todd

Sinopse: Depois de tantos obstáculos, Tessa e Hardin estão, enfim, mais maduros como casal. As dificuldades causadas pelo gênio forte dele e pela impulsividade dela ainda existem, mas eles já não conseguem negar o amor que sentem um pelo outro. Mesmo morando em cidades diferentes, estão mais apaixonados do que nunca. Se a química entre os dois já era explosiva antes, agora que eles se entregaram de vez a essa paixão, cada encontro será mais ardente do que o anterior. Mas uma cruel reviravolta do destino trará à tona todos os fantasmas do passado de Hardin. Depois da esperança, haverá forças para enfrentar mais dificuldades? Q uem acompanha as minhas resenhas de After, sabe que eu sofro lendo esses livros, sabe que surto querendo jogar ele na parede ou que eu morro de vontade de entrar no livro pra socar o Hardin. Nesse quarto livro, por incrível que pareça isso foi bem sutil, não que eu não tenha sentido vontade, mas foi bem mais tranquilo e eu confesso, no final eu cheguei