Pular para o conteúdo principal

:: Resenha 456 :: "De repente, tudo muda", Renata R. Corrêa

Sinopse: Cristina, uma jovem enfermeira, batalhadora, que lutou para conquistar seus sonhos, é baleada e fica entre a vida e a morte, justamente quando tudo parecia ter entrado nos eixos e havia conhecido o amor verdadeiro.
Ela sobreviverá para desfrutar o que conquistou?
O destino é imprevisível e muitas vezes o mal se sobrepõe ao bem. É preciso ter fé e acreditar que de repente, tudo pode mudar.
Conheça os caminhos que levaram a personagem até o fatídico dia em que foi alvejada. Uma história sensual e cheia de reviravoltas.

Pode parecer clichê o que eu vou te falar, mas é uma verdade mundial que na vida, tudo pode mudar em um piscar de olhos! Eu sei disso, você sabe disso, o mundo sabe disso, mas quando acontece, todo mundo fica sem chão, desnorteado e sem reação, porém, é também nesses momentos que descobrimos a nossa força de caráter e a nossa fé. E esse é o fio condutor desse romance bem gostosinho e leve que a Renata R. Corrêa traz para a gente em De repente, tudo muda. Com a sua mensagem sobre amor, fé e família, esse livro é um Deve Ler para todos!

Cristina é uma jovem enfermeira que desde muito nova sempre sonhou em ser duas coisas: astronauta e enfermeira. Alguns anos se passam e depois de muita luta, Cris finalmente realizou o seu sonho e trabalha como enfermeira em um grande hospital de São Paulo. Mas não é aqui que a nossa história começa e sim quando Cristina é vítima da violência urbana, tão comum, infelizmente, nos dias de hoje. Com esse arrebatador logo de cara, a autora volta um ano na trama e vamos acompanhar a vida da Cris nesse período. 

"Acabei me dando conta de que tudo na vida passa, e de que somos mais fortes do que imaginamos. Capazes de nos refazer e dar a volta por cima."

Nesse um ano, Cristina vai conhecer o prazer com Adriano, um colega de trabalho. Médico no mesmo hospital que ela, mas de um setor diferente, um certo dia, Cris precisa cobrir a falta de um colega enfermeiro e conhece Adriano. Logo surge um clima entre eles, e apesar de sua natureza tímida, com Adriano a Cris perde suas inibições e descobre o orgasmo, as delicias de uma paixão e da entrega amorosa, mas também vai descobrir os dessabores da desilusão. Só não vou te falar o que rola porque aí, só lendo, mas com bem pouco tempo de página eu já saquei qual era do Adriano! E vai ser depois dessa desilusão, quando não estiver esperando, que ela encontrará Filipe, um príncipe encantado com tudo que ela sempre sonhou em um homem, e a gente também. Sem falar que ele tem uma família incrível! Até que mais tragédias acontecem e o que não muda no meio disso tudo é a fé que a Cris tem em Deus e é exatamente isso que faz a história tão única. 

Diferente dos romances tradicionais, onde a construção da trama leva para que o casal se conheça e se pegue em momentos quentes, em De repente, tudo muda esses momentos estão presentes na medida certa e com a delicadeza certa, então não espere pegação desenfreada e super descritiva. Foi tudo bem dosado no livro para destacar a Cris e a sua experiência. Aqui a trama leva para uma lição de fé e esperança, fazendo esse romance se destacar entre tantos romances nacionais que são lançados hoje em dia (e graças a Deus por isso!). Mais do que ver o envolvimento amoroso da Cris com o Adriano ou o Filipe, o bonito é acompanhar a vida dela nesse um ano, e sempre com aquele gostinho de que o tempo está passando e o que vimos na primeira página está para acontecer, e essa sacada deixa a leitura ainda mais instigante de se acompanhar.

"Coragem. É necessário ter coragem sim. Eu não teria vivido nada do que mais precisava sem a coragem de lutar por meus sonhos."

É um livro rápido, com uma trama bem construída e nada mirabolante, que sabe escapar dos clichês e ser ao mesmo tempo, romântica, suave e angustiante. De repente, tudo muda é a belíssima história de uma personagem, a Cristina, e vemos a vida dela ao longo de um ano até algo que sabemos que vai acontecer e que vai fazer a vida dela mudar. E acima de tudo é uma belíssima mensagem de fé e esperança que não deve faltar na sua estante, seja na versão digital ou física. Vale a pena ler esse romance curto, mas repleto de significados tão importantes. Agora que você já leu a minha resenha, que tal concorrer a esse livro? Para isso é só correr lá no Instagram do Viciados em Leitura e participar do nosso sorteio, além de De repente, tudo muda ainda tem marcadores diversos! Boa sorte! 

Nome: De repente, tudo muda
Autora: Renata R. Corrêa
ISBN-13: 9788584423064
ISBN-10: 8584423060
Ano: 2018
Páginas: 160
Editora: Pandorga
Classificação:


Sobre a autora:

Pisciana, romântica, dramática e chocólatra assumida. Nasci no interior de Minas Gerais e moro em Uberlândia-MG, com meu marido e meus filhos. Amo ler e contar histórias sobre o amor. Minhas narrativas destacam a força da figura feminina. Nelas você vai encontrar muita empatia, força de vontade, fé, esperança e a desconstrução da vida perfeita como nos comerciais de margarina. Se gosta de romances instigantes, que destacam as dificuldades dos relacionamentos, com seus recomeços e a capacidade de se superar, você está no lugar certo!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

:: Resenha 153 :: “After 3 – Depois do Desencontro”, Anna Todd

O k, vai ter spoiler sim e se reclamar vai ter mais! Brincadeeeeeeiraa!!! =P É que assim, vamos combinar? Resenha do terceiro livro onde acontece coisa pra diabo, não tem como, vai rolar uns spoilerszinhos de leve, então fique avisado, certo? Se quiser seguir, siga, se não quiser, comenta assim mesmo hahahaha. Bom, parece que todo livro dessa mulher termina com uma bomba. O segundo terminou com a Tessa guardando um segredinho básico do Hardin, lembra que eu até comentei na resenha ? Então, além disso, terminou com ela dando de cara com o pai e é assim que este terceiro livro começa. Confesso que antes de começar, ao ler a contracapa que diz... Sinopse: Tessa passa pelo momento mais difícil de sua vida. Enquanto luta para crescer na carreira com a qual sempre sonhou, seu mundo é virado de ponta-cabeça: a inesperada aparição de seu pai e uma traição imperdoável a deixam mais fragilizada do que nunca. Hardin — com seus beijos viciantes, seu toque incendiário e seu ch

:: Resenha 181 :: "After 5 - Depois da Promessa", Anna Todd

Sinopse: Bem quando Hardin acreditava já ter enfrentado todos os fantasmas de seu passado, um terrível segredo sobre seus pais é revelado, despertando os seus piores demônios internos. Tessa sabe que só ela tem o poder de aliviar todos os sentimentos de raiva, traição e confusão que afligem seu amado badboy. Só ela sabe como salvá-lo de seu ciclo autodestrutivo. Mas dessa vez ela não pode. Porque, quando menos espera, sua vida é para sempre alterada por uma tragédia. Hardin e Tessa prometem lutar com todas as suas forças para que o destino não os separe para sempre. Mas o que acontecerá quando suas forças chegarem ao fim? Depois da promessa... qual será o desfecho dessa história? G ente... *pausa dramática*... Eu sobrevivi à série After ... "É isso aí, garota!!!" (Crika e Mari, do Grupo de Apoio After, representadas pelas lindas Meryl Streep e J.Lo)

:: Resenha 168 :: “After 4 – Depois da esperança”, Anna Todd

Sinopse: Depois de tantos obstáculos, Tessa e Hardin estão, enfim, mais maduros como casal. As dificuldades causadas pelo gênio forte dele e pela impulsividade dela ainda existem, mas eles já não conseguem negar o amor que sentem um pelo outro. Mesmo morando em cidades diferentes, estão mais apaixonados do que nunca. Se a química entre os dois já era explosiva antes, agora que eles se entregaram de vez a essa paixão, cada encontro será mais ardente do que o anterior. Mas uma cruel reviravolta do destino trará à tona todos os fantasmas do passado de Hardin. Depois da esperança, haverá forças para enfrentar mais dificuldades? Q uem acompanha as minhas resenhas de After, sabe que eu sofro lendo esses livros, sabe que surto querendo jogar ele na parede ou que eu morro de vontade de entrar no livro pra socar o Hardin. Nesse quarto livro, por incrível que pareça isso foi bem sutil, não que eu não tenha sentido vontade, mas foi bem mais tranquilo e eu confesso, no final eu cheguei