Pular para o conteúdo principal

:: Resenha 551 :: "Nunca saia sozinho", Charlie Donlea

Sinopse: SE ACEITAR O CONVITE, NÃO IGNORE O AVISO.

Dentro dos muros de uma escola de elite as expectativas são altas, e as regras, rígidas. Na floresta, além do campus bem cuidado, há uma pensão abandonada que é utilizada pelos alunos como ponto de encontro noturno. Para quem entra, existe apenas uma regra: não deixe sua vela apagar ― a menos que você queira encontrar o Homem do Espelho... Há um ano, dois estudantes foram mortos em um massacre terrível. Desde então, o caso se tornou o foco do podcast “A casa dos suicídios”. Embora um professor tenha sido condenado pelos assassinatos, muitos mistérios e perguntas permanecem. O mais urgente é: por que tantos alunos que sobreviveram àquela noite macabra voltaram ao lugar para se matar? Rory Moore, especialista em casos arquivados, e seu parceiro, Lane Philips, começam a investigar a noite dos assassinatos, em busca de pistas que possam ter escapado da escola e da polícia. Porém, quanto mais descobrem sobre os alunos e aquele jogo perigoso que deu errado, eles se convencem de que algo fora do normal ainda está acontecendo. O jogo não acabou. Ele prospera... em segredo, em silêncio. E, para seus jogadores, pode não haver uma maneira de vencer ou de sobreviver.

Prepara seu coturno e uma cerveja Dark Lorde porque Rory Moore está de volta e fica a dica: NUNCA SAIA SOZINHO!

Em uma escola preparatória de regras rígidas e alunos entediados por estarem lá em plano verão, há um jogo chamado O Homem do Espelho, que serve como ritual para iniciação em uma espécie de sociedade secreta. Tudo muito sigiloso até que dois alunos são brutalmente assassinados nesse ritual.

Não demora para um culpado aparecer, mas as tragédias que envolvem as pessoas ligadas a esse crime continuam acontecendo e isso chama a atenção de um repórter, que cria um podcast que logo se torna um sucesso.

E é nesse ponto que nosso casal protagonista, Rory e Lane entram em cena. Ele é chamado para traçar o perfil do acusado e conhecendo sua companheira, dá um jeito de levar Rory até lá e ela logo se vê envolvida na investigação. Vou me furtar de falar mais sobre a trama porque em um livro de suspense é muito melhor ir às cegas do que conhecendo detalhes, ainda mais em um Donlea.

Já posso falar com certa tranquilidade que um livro dele terá uma trama onde os dramas pessoais são mais evidentes do que o crime em si, não espere um livro cheio de pistas, investigação e perseguição, mas com muito intercâmbio de tempo, ora estamos vendo o tempo atual, ora o que aconteceu um ano antes e claro, prepara o coração para os momentos em que o assassino lê seu diário!

Fazendo uma comparação cruel, achei o livro anterior, que é o primeiro dessa série da Rory, um pouco melhor do que esse porque me envolvi muito mais no drama pessoal do personagem. Talvez tenha sido o excesso de cortes temporais que me desligou do livro, pois quando estava me envolvendo em uma narrativa, tinha um corte e perdia o clima, senti até mesmo o casal principal meio desconectado.

Isso não tira o brilho do livro, nem a qualidade do autor, nos últimos capítulos, tudo isso ficou de lado e fui terminar de ler mais de meia noite, e isso já indica que entre expectativas e realidade, ainda foi uma ótima leitura.

Nome: Nunca Saia Sozinho
Série: Rory Moore/Lane Phillips # 2
Autor: Charlie Donlea
ISBN-13: 9786586041361
ISBN-10: 6586041368
Ano: 2020
Páginas: 352
Editora: Faro Editorial
Compre aqui: Amazon

Skoob | Goodreads

Classificação: 

Sobre o autor:


Charlie Donlea vive em Chicago com sua esposa e dois filhos. Um de seus hobbies é pescar em lugares praticamente desertos do Canadá. Essas viagens por estradas paradisíacas inspiraram o cenário para o seu livro de estreia. Ávido leitor, é também apaixonado. Quando decidiu escrever seu primeiro livro, ele se preparou para produzir algo como tudo o que gosta de encontrar nos seus filmes e livros prediletos: uma história capaz de deixar o leitor refletindo sobre ela por muito tempo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

:: Resenha 153 :: “After 3 – Depois do Desencontro”, Anna Todd

O k, vai ter spoiler sim e se reclamar vai ter mais! Brincadeeeeeeiraa!!! =P É que assim, vamos combinar? Resenha do terceiro livro onde acontece coisa pra diabo, não tem como, vai rolar uns spoilerszinhos de leve, então fique avisado, certo? Se quiser seguir, siga, se não quiser, comenta assim mesmo hahahaha. Bom, parece que todo livro dessa mulher termina com uma bomba. O segundo terminou com a Tessa guardando um segredinho básico do Hardin, lembra que eu até comentei na resenha ? Então, além disso, terminou com ela dando de cara com o pai e é assim que este terceiro livro começa. Confesso que antes de começar, ao ler a contracapa que diz... Sinopse: Tessa passa pelo momento mais difícil de sua vida. Enquanto luta para crescer na carreira com a qual sempre sonhou, seu mundo é virado de ponta-cabeça: a inesperada aparição de seu pai e uma traição imperdoável a deixam mais fragilizada do que nunca. Hardin — com seus beijos viciantes, seu toque incendiário e seu ch

:: Resenha 181 :: "After 5 - Depois da Promessa", Anna Todd

Sinopse: Bem quando Hardin acreditava já ter enfrentado todos os fantasmas de seu passado, um terrível segredo sobre seus pais é revelado, despertando os seus piores demônios internos. Tessa sabe que só ela tem o poder de aliviar todos os sentimentos de raiva, traição e confusão que afligem seu amado badboy. Só ela sabe como salvá-lo de seu ciclo autodestrutivo. Mas dessa vez ela não pode. Porque, quando menos espera, sua vida é para sempre alterada por uma tragédia. Hardin e Tessa prometem lutar com todas as suas forças para que o destino não os separe para sempre. Mas o que acontecerá quando suas forças chegarem ao fim? Depois da promessa... qual será o desfecho dessa história? G ente... *pausa dramática*... Eu sobrevivi à série After ... "É isso aí, garota!!!" (Crika e Mari, do Grupo de Apoio After, representadas pelas lindas Meryl Streep e J.Lo)

:: Resenha 168 :: “After 4 – Depois da esperança”, Anna Todd

Sinopse: Depois de tantos obstáculos, Tessa e Hardin estão, enfim, mais maduros como casal. As dificuldades causadas pelo gênio forte dele e pela impulsividade dela ainda existem, mas eles já não conseguem negar o amor que sentem um pelo outro. Mesmo morando em cidades diferentes, estão mais apaixonados do que nunca. Se a química entre os dois já era explosiva antes, agora que eles se entregaram de vez a essa paixão, cada encontro será mais ardente do que o anterior. Mas uma cruel reviravolta do destino trará à tona todos os fantasmas do passado de Hardin. Depois da esperança, haverá forças para enfrentar mais dificuldades? Q uem acompanha as minhas resenhas de After, sabe que eu sofro lendo esses livros, sabe que surto querendo jogar ele na parede ou que eu morro de vontade de entrar no livro pra socar o Hardin. Nesse quarto livro, por incrível que pareça isso foi bem sutil, não que eu não tenha sentido vontade, mas foi bem mais tranquilo e eu confesso, no final eu cheguei